Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma nova polêmica envolvendo privacidade, compartilhamento de dados e redes sociais pode ter início com a atualização do WhatsApp, app que faz parte da família do Facebook. Os usuários do aplicativo começaram a receber nesta quarta-feira (06/01), um aviso sobre os novos termos do serviço e da agora famosa política de privacidade.

De acordo com as informações, as três novas atualizações alteram a forma como o WhatsApp processa os dados dos usuários e como eles poderão ser utilizados pelos serviços hospedados no Facebook. Até hoje, os usuários podiam impedir que as informações de sua conta no WhatsApp fossem compartilhadas com o FB, mas, a partir da nova atualização, que passará a valer em 08/02, isso não será mais possível.

publicidade
Usuário que se recusar será excluído

A nova política de compartilhamento de dados e privacidade do WhatsApp com o Facebook excluirá o usuário que não concordar com os termos atualizados. A reportagem do Vida Celular, ao menos até o momento, ainda não foi notificada sobre as mudanças pelo app, mas, assim que a mensagem abaixo aparecer, terá de concordar com os termos ou, então, escolher um outro aplicativo de troca de mensagens para substituir o WhatsApp.

Na prática, o aceite dos novos termos permitirá que o WhatsApp compartilhe com o FB dados como número de telefone, dados de transação, informações relacionadas ao serviço, interações, dispositivo móvel, endereço IP e “outras identificadas ou obtidas mediante notificação a você, ou com base no seu consentimento”.

A explicação oficial do FB para promover o compartilhamento de dados entre os apps nessa atualização foi que “os dados atualizados ajudam o WhatsApp a se integrar mais intimamente à família de produtos do Facebook”. Segundo a empresa a intenção é “melhorar os serviços, personalizar recursos aos usuários, fazer sugestões e mostrar ofertas e anúncios mais relevantes para todos”. Vale lembrar que, há pouco tempo, Facebook e WhatsApp protestaram contra a nova diretriz da Apple sobre a coleta e divulgação de dados para aplicativos disponíveis na App Store.

Imagem: Bricketh/Pixabay/CC

publicidade

Via MacRumors e XDA Developers