Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Diablo Immortal – game mobile da aclamada franquia de RPGS – foi adiado novamente. O título chegará aos smartphones somente em 2022. De acordo com a Activision Blizzard, o game precisará receber ajustes nos modos de Player-versus-Player (PVP). Ele também receberá novos conteúdos, além de suporte para ser jogado com joysticks bluetooth.

Em nota, a empresa declarou: “Seguindo o feedback fornecido pelos participantes do teste do Closed Alpha, nossa equipe está ajustando os recursos principais e finais do jogo. Por exemplo, estamos iterando em conteúdo PvP como o Cycle of Strife para torná-lo mais acessível, ao lado de conteúdo PvE de final de jogo como o Helliquary para torná-lo mais envolvente. Também estamos trabalhando para fornecer suporte de controle para aqueles que desejam jogar nosso jogo de uma maneira diferente”.

publicidade

Diablo Immortal estava entre os jogos mais aguardados para smartphones de 2021. Ele apresentará uma aventura inédita e exclusiva, entre os acontecimentos de Diablo 3 e Diablo 4, que também tem sua chegada prevista para algum momento de 2022.

Blizzard é acusada de assédio

Apesar da alegação de ajustes, o mais provável é que Diablo Immortal foi adiado por conta dos escândalos de assédio moral e sexual por parte de funcionários da Activision Blizzard. Em julho deste ano, o Departamento de Emprego e Habitação da Califórnia abriu uma ação coletiva contra a empresa após funcionários realizarem uma greve e um protesto em frene à sua sede, nos Estados Unidos.

Os manifestantes declararam apoio a uma antiga desenvolvedora da empresa que acusa membros do alto escalão da empresa de assédio sexual. De acordo com a funcionária, a Blizzard mantinha um ambiente hostil contra mulheres, que recebiam salários desiguais e recebiam retaliações. A publicidade negativa do caso desencadeou a renúncia do presidente da empresa, Allen Brack.

publicidade

Comprada pela Activision em 2008, a Blizzard é um estúdio histórico, conhecido por franquias de sucesso como Warcraft, Starcraft, Overwatch e Diablo.

Via Phone Arena

Divulgação: Blizzard