Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Tim Cook, CEO da Apple, abriu nesta sexta-feira (30) a possibilidade de a empresa começar, em um futuro próximo, a fabricar seus próprios componentes.

Hoje dependente de parceiras, como a TSMC, para equipar tablets e iPhones, a ideia é entrar de cabeça nesse segmento, mas apenas se for para superar a qualidade dos dispositivos atuais. Pelo menos foi isso o que Cook deixou transparecer em uma sessão de perguntas e respostas com os principais investidores da Apple. Ao ser questionado se seria viável para a Apple fabricar os próprios componentes, Tim Cook respondeu que é uma alternativa, mas apenas “se puderem fazer algo melhor”.

publicidade

“Se pudermos entregar um produto melhor. Se pudermos comprar algo no mercado e for ótimo e tão bom quanto o que podemos fazer, vamos comprar. Só entraremos onde tivermos a capacidade de fazer algo melhor e, portanto, criar um produto melhor para o usuário”, disparou o CEO.

M1 é bom exemplo

A Apple já se “aventurou” na produção de dois componentes próprios, e provou que tem a competência para assumir tal tarefa, se Tim Coook assim resolver. O exemplo mais claro é o processador M1, hoje utilizado em Macs e iPads, e considerado um dos melhores nos quesitos potência e desempenho.

Além do chipset, a fabricante também trabalhou, desta vez em parceria com a Corning, a proteção de vidro Ceramic Shield, utilizada em toda a sua série iPhone 12. Agora, resta esperar se a declaração de Tim Cook sobre a Apple colocar a mão na massa para fabricar outros componentes realmente vai decolar.

Ela pode ter ligação direta com as previsões divulgadas por executivos na última quarta-feira (28/07). Para quem não sabe, o próprio Cook confirmou que, embora os modelos de iPhone 13 sejam fabricados com chips de nova geração, alguns componentes mais antigos serão afetados pela escassez. “Temos algumas carências onde a demanda tem sido tão grande e tão além de nossa expectativa que é difícil obter todo o conjunto de peças dentro dos prazos de entrega que tentamos obtê-los”.

publicidade

Via Phone Arena

Imagem: Zhang Kaivy/iStock