Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O iDOS 2, aplicativo que permite emular o clássico Windows 3.1 no iPad, será removido da App Store. De acordo com o desenvolvedor, a Apple não ficou nada feliz em saber que é possível rodar outros sistemas operacionais no seu dispositivo.

Criado como uma alternativa para rodar jogos clássicos do MS-Dos no iPad, o iDOS 2 repercutiu entre a comunidade da Apple após usuários descobrirem que, graças aos recursos compatíveis com teclado e mouse, o aplicativo poderia emular uma máquina Windows antiga, possibilitando o uso de navegadores, além da execução de programas que vão além dos aplicativos disponíveis para o iPad.

publicidade

Em uma publicação oficial, no site do iDOS 2, o desenvolvedor Chaoji Li explicou que recebeu um ultimato da Apple para atualizar o app e remover o recurso que possibilita aos usuários a importação de arquivos de imagens de fontes externas. Caso contrário, o iDOS será banido da loja de aplicativos.

De acordo com o criador do iDOS2, estas mudanças interromperiam a funcionalidade principal do app e, para não ferir os direitos de quem pagou por elas, decidiu que o iDOS 2 será removido completamente da App Store. Ele ainda declarou que sempre deixou claro nas descrições enviadas para a Apple que o aplicativo era capaz de rodar emulações e sandbox, mas que nenhum código pode ser baixado diretamente pela internet. Ainda assim, a fabricante do iPhone diz que o app viola a diretriz 2.5.2 da App Store, que proíbe aplicativos de instalar ou executar códigos externos ao iOS.

Brecha para pirataria

A preocupação da Apple não está relacionada a emulação do Windows 3.1 em si, mas o que um ambiente aberto pode resultar aos seus dispositivos. A possibilidade de abertura de navegadores externos ao iOS, fica mais fácil o download de programas, bem como o upload de arquivos presentes no iPad do usuário, facilitando o compartilhamento e a pirataria de jogos, programas, músicas e filmes.

Vale lembrar que a Apple também possui uma política dura sobre vendas de produtos e serviços para os seus dispositivos e que nenhum app pode fornecer acesso a lojas externas. Esta é a principal motivação para o banimento do Fortnite em dispositivos iOS.

publicidade

Via 9toMac