Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Um estudo da SellCell aponta que o iPhone 12 perdeu menos valor, em um período de seis meses após seu lançamento, do que o iPhone 11. Segundo o relatório, os novos modelos da Apple perderam, em média, 34,5% do preço original em um espaço de um semestre, enquanto o antecessor, na mesma faixa de tempo, ficou 43,8% mais barato. No total, a taxa de desvalorização do iPhone 11 foi de 9,3% a menos do que o sucessor.

Separando a análise por modelo, o iPhone 12 Mini foi o que mais perdeu valor entre os novos celulares, tendo 41% do preço depreciado após seis meses. Outros modelos recuperaram boa parte do seu preço de varejo ao longo do biênio 2020/21, embora tenham visto quedas significativas no primeiro mês. O iPhone 12 Pro Max, por exemplo, perdeu 49,2% do valor no mês inicial, mas em seis meses, restaurou 20,3% do preço original. Em números absolutos, o modelo premium saiu a US$ 1.299, caiu para US$ 600 após o primeiro mês e subiu para US$ 810 depois do primeiro semestre.

publicidade
Gráfico mostra taxa de desvalorização no preço do iPhone 12

Taxa de desvalorização no preço do iPhone 12 (Reprodução/SellCell)

À época do lançamento do iPhone 11, em setembro de 2019, o modelo mais barato foi o que menos se desvalorizou, com uma perda de apenas 31,7% após um mês de mercado contra 49,2% do iPhone 11 Pro. Após 21 meses, a tendência segue a mesma: em comparação ao preço de varejo, o iPhone 11 perdeu 49,1% do valor; já o Pro, 56,9%.

Gráfico mostra taxa de desvalorização no preço do iPhone 12

Taxa de desvalorização no preço do iPhone 11 (Reprodução/SellCell)

Disputa com Samsung

Nos primeiros três meses após o lançamento, no entanto, os números de iPhone 11 e 12 tiveram depreciações iguais, com ambas as linhas perdendo 40,1% de seu preço original. O iPhone 11, apesar do desnível de desempenho no primeiro semestre de avaliação, estabilizou sua taxa de depreciação, alternando entre 52,4% e 53,6% no ano de 2021.

Já quando comparado com modelos de outras marcas, o iPhone 12 também perde menos valor. De acordo com estudos anteriores da SellCell, o modelo mais recente da Apple reteve seu valor em 20% a mais do que o Samsung Galaxy S21 — os números delimitados sempre em comparação à data de lançamento. A marca sul-coreana também parece estar em desvantagem com o público no confronto, com 26% da sua base de consumidores dispostos a trocar de marca na próxima virada de atualização.

Via Sellcell

publicidade

Imagem: Jack Skeens/Shutterstock