Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A dubladora Bev Standing está processando o TikTok por usar sua voz em sua IA de leitura automática de textos sem a permissão dela e sem oferecer compensação por isso. Agora, outros dubladores estão levantando dinheiro no GoFundMe para cobrir as despesas legais de Standing e levantando a hashtag #StandingWithBev no TikTok. Eles querem conscientizar os usuários sobre como IAs de leitura automática de texto podem minar toda a indústria da dublagem.

Utilizando aprendizado de máquina, com apenas 30 minutos de áudio uma inteligência artificial de leitura de texto pode se tornar um clone da voz de alguém, e dizer palavras que a pessoa nunca chegou a gravar. Perder o controle de sua voz pode acabar com a carreira de um dublador, impedindo que ele consiga novos trabalhos e manchando sua reputação com falas que ele ou ela nunca disse.

publicidade

Como o dublador Calvin Joyal disse à Motherboard sobre o processo de Standing contra o TikTok: “Tenho medo que ela perca, ou desista do processo por alguma razão, e isso abra um precedente em que companhias possam usar nossas vozes de qualquer jeito que quiserem”.

Dublagem com IA ainda não está regularizada

Como David Rosenthal, CEO da Global Voices Acting Academy (GVAA), apontou, a indústria de dublagem ainda não tem padrões e taxas estabelecidas para trabalhos com IA, e as leis para impedir que a voz de uma pessoa seja clonada ainda estão começando a ser analisadas. “O problema com IA e leitura automática de texto é que estamos no velho oeste dessa questão no momento”, Rosenthal disse à Motherboard.

Desde que Standing abriu seu processo contra o TikTok, a rede social de compartilhamento de vídeos parou de usar a voz dela em sua IA de leitura automática. Mas a voz da dubladora que a substituiu não agradou muito os usuários.

Imagem: Karolina Grabowska / Pexels CC

publicidade