Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Qualcomm exibiu uma série de novas tecnologias veiculares relacionadas ao 5G e esforços de eficiência energética nas novas redes durante sua apresentação na MWC Barcelona 2021. Entre o conteúdo apresentado, há o sistema de sidelink 5g V2X e melhorias tecnológicas em tópicos de pesquisa 5G de área ampla com aprendizado de máquina e desagregação de dispositivo 5G.

Uma das mais importantes inovações é o sidelink 5G V2X, tecnologia que será usada para conectar veículos entre si, bem como pedestres, ciclistas, infraestrutura local e unidades próximas à beira da estrada. Os pesquisadores da Qualcomm disseram que o objetivo final da tecnologia está em melhorar a segurança no trânsito, conectando os carros a mais coisas (como vestíveis e dispositivos) por meio de 5G.

publicidade
ilustração de comunicação em 5G da apresentação da Qualcomm

Divulgação/Qualcomm

O foco, segundo os responsáveis, está em oferecer capacidade de rede aprimorada, descarregando dados de alta largura de banda, como mapas 3D locais de alta resolução de redes 5G de área ampla. Os aprimoramentos buscam trazer uma comunicação mais robusta com sincronização de tempo distribuída, para manter a comunicação uniforme quando o GNSS não está disponível.

Impedir acidentes

A empresa prevê a comunicação de veículo a veículo ajudando a impedir colisões, enquanto a comunicação de veículo a pedestre oferecerá alertas de segurança para as estradas que cruzam. Outro tipo de sincronização possível é entre o tempo dos semáforos e as conexões do veículo, para a rede ajudar a fornecer atualizações de tráfego em tempo real e opções de roteamento para os motoristas.

ilustração mapa com 5G da Qualcomm

Divulgação/Qualcomm

Os pesquisadores realizaram duas demonstrações. Na primeira, mostrou como um carro que encontra um obstáculo pode notificar um veículo centenas de metros atrás dele sobre o bloqueio por meio de uma unidade de beira de estrada. O segundo carro recebe um mapa 3D em tempo real de alta resolução com pontos de referência locais e outras referências para ajudar na navegação. A segunda demonstração contou com uma ilustração de como os carros seriam capazes de se comunicar uns com os outros mesmo sem estarem com sinais de satélite GNSS disponíveis, que muitas vezes se perdem em túneis e garagens de estacionamento.

A demonstração mostrou como vários carros foram capazes de se comunicar e compartilhar informações de viagem entre si. A Qualcomm observou que a tecnologia já está sendo implantada na China e chegará aos Estados Unidos no próximo ano. O sistema de sidelink 5G V2X opera em um espectro dedicado de 5,9GHz.

publicidade
comunicação entre veículos com 5G da Qualcomm

Divulgação/Qualcomm

Tecnologia mais eficiente e redes mais verdes

Outra apresentação enfocou nos esforços da Qualcomm para tornar sua tecnologia 5G mais eficiente em termos de energia. A empresa disse que seus pesquisadores estão “buscando redes mais verdes”, incluindo novas técnicas avançadas, como pós-distorção digital e esquemas de modulação de alta eficiência que podem reduzir muito o consumo de energia de um sistema de rede móvel enquanto mantém links de dados de alto desempenho.

Segundo os responsáveis técnicos da Qualcomm, os novos trabalhos em processamento de sinal podem melhorar a eficiência do amplificador de potência no hardware da estação base existente por meio de uma variedade de métodos. Entre eles, pré-distorção digital over-the-air federada, redução de potência de pico a médio, pós-distorção digital ou alguma combinação de esses métodos.

A Qualcomm também apresentou seus recentes avanços para protótipos 5G de área ampla e simulações de sistema destinadas a aumentar a eficiência nas redes. A empresa demonstrou melhorias tecnológicas em todos os principais tópicos de pesquisa 5G de área ampla, incluindo subband half-duplex, posicionamento de área ampla 5G, aprendizado de máquina de nó cruzado, evolução de 5G NR-Light com sidelink e desagregação de dispositivo 5G.

Cobertura em IoT

Para IoT, uma das apresentações da Qualcomm foi focada em 5G NR-Light, também conhecido como RedCap em 3GPP (RedCap, ou redução de capacidade, em 3GPP, uma série de órgãos normativos de telecomunicações, é a técnica que ajuda a expandir o ecossistema de dispositivos 5G NR, permitindo o crescimento de ainda mais casos de uso 5G). A empresa ilustrou como um gNodeB (nó de rádio 5G lógico) poderia fornecer cobertura 5G IoT de área ampla para dispositivos dentro do alcance, mesmo para dispositivos que tiveram dificuldades de comunicação com a rede 5G de área ampla devido à limitação de potência e perda de penetração.

ilustração gNodeB do 5G da Qualcomm

Divulgação/Qualcomm

Aqui, a Qualcomm utilizou métodos de aprendizado de máquina de nó cruzado para enviar feedback de canal explícito de volta para a estação base gNodeB. Tingfang Ji, diretor sênior de engenharia da Qualcomm, afirma que “o aprendizado de máquina pode trazer melhor desempenho e eficiência ao sistema 5G, explorando uma nova abordagem de design orientado por dados para a interface aérea”.

Uma outra demonstração focou na desagregação da pilha de dispositivos 5G, buscando criar uma rede mais aberta e interoperável. Assim, oferecendo desempenho e eficiência aprimorados. O conceito dessa desagregação é permitir que uma gama de dispositivos possam ser suportados por meio de uma única conexão física.

Via ZDNet