Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Qualcomm pode soltar uma versão 4G do (ainda não lançado) Snapdragon 888 Pro no segundo semestre deste ano, segundo apontam vazamentos recentes na China. De acordo com o conhecido leakster Digital Chat Station, a empresa pretende colocar no mercado uma versão 4G do Snapdragon 888 Pro com o número de modelo SM8450, ou seja, uma plataforma distinta do atual processador.

Assim como o Snapdragon 888 Pro 5G, essa versão do novo chipset seria mais rápida do que o 888 padrão, mas teria conectividade 4G, sendo voltado para áreas do mundo onde a tecnologia não está totalmente disponível — como o Brasil, por exemplo.

publicidade

Ainda segundo o Digital Chat Station, a versão LTE do Snapdragon 888 estaria sendo desenvolvida em conjunto com a Huawei como uma forma de driblar o veto do governo americano à empresa de Shenzhen. O novo processador seria chamado de Snapdragon 888 Pro 4G, provavelmente como uma tentativa de diferenciá-lo de um 888 mais potente em gestação (também já chamado de 888+). Especula-se que este SoC turbinado seria de 3 a 6% mais eficiente do que o chipset padrão.

Huawei P50: primeiro a receber novo chipset

Outro leaker chinês, Bald Panda, aponta que a edição 4G do Snapdragon 888 Pro equiparia a nova linha de smartphones da Huawei — a P50 —, que deve ser lançada no fim de julho. Disso, é possível deduzir que os novos processadores 4G devem ser destinados a modelos mais baratos, porém com a ideia de manter um desempenho parelho ao 888 Pro. Ao mesmo tempo, será interessante analisar como será o comportamento da variante do Snapdragon 888 em um celular que não seja Android — a linha P50 virá com o sistema operacional HarmonyOS.

Por fim, vale lembrar que os rumores sobre o novo processador são bem iniciais, isto é, devemos aguardar as próximas semanas para analisar quais serão os novos passos da Qualcomm. Principalmente tratando-se de um momento preocupante na indústria de tecnologia, em que há escassez de matéria-prima para a produção de chips.

Via Android Authority e MyFixGuide

publicidade