Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Pode soar contra intuitivo, mas é totalmente possível usar AirPods da Apple no Android. Seja com a versão padrão, Pro ou Max. Obviamente, você vai perder alguns dos recursos pelos quais os fones da Apple se tornaram apetrechos de luxo na indústria, como a integração com a assistente virtual Siri, entre outras coisas. Vale o teste, no entanto, caso você seja um ex-usuário da Apple que não abre mão dos seus AirPods ou possua uma preferência específica por tais acessórios.

De antemão, vale lembrar que o sistema operacional do Google dispõe opções de fones de ouvido mais compatíveis, como os Pixel Buds 2, produzidos pela própria empresa da Alphabet, ou os Galaxy Buds, da Samsung. Mas se você se mantém fiéis a eles, aqui vão os principais passos para ajustá-los no Android.

publicidade
Configurando os AirPods no sistema do Google

Para adaptar os AirPods ao Android, você tem que basicamente configurar a conexão Bluetooth do seu aparelho. Primeiro, deslize a tela de cima para baixo para abrir o painel de configurações rápidas e mantenha perssionado o ícone do Bluetooth. Dependendo do smartphone em mãos, selecione “Adicionar novo dispositivo” ou “Parear novo dispositivo”.

Com a opção do Bluetooth ativada, abra então o estojo dos AirPods e mantenha pressionado o botão traseiro no dispositivo até que a luz indicadora branca comece a piscar. Nisso, a opção para selecionar os AirPods aparecerá no campo “Dispositivos disponíveis” — se, por acaso, essa alternativa demorar a aparecer, toque em “Procurar” no canto superior direito da tela. Só um lembrete: se você tiver AirPods Max, talvez seja necessário retirá-los do estojo e segurar o botão de controle de ruído até que acenda a luz indicadora na parte inferior do fone direito.

Assim que os fones da Apple surgirem como opção, basta você selecionar o título que surgirá um prompt na tela solicitando o pareamento com o aparelho. Toque em “OK” e a conexão estará completa quando a luz indicadora no estojo estiver verde. A partir daí, você pode usar os AirPods em seu celular Android como quaisquer outros fones de ouvido com conexão Bluetooth.

Importante destacar, porém, que, diferente do iPhone, em que surge um popup com o nível de carga no estojo quando os AirPods são conectados, você só tem, com um celular Android, acesso rápido ao nível de volume do Bluetooth. E aí precisamos falar dos contrapesos.

publicidade
Para compensar os recursos perdidos

Como já falamos, se você não usar os AirPods com um iPhone ou outro produto da Apple, nem todos os recursos do produto estarão disponíveis. E não se trata de superioridade ou inferioridade de um ou outro, e sim conformidade sistêmica. Entre as vantagens, o pareamento rápido e o cancelamento de ruído ativo ainda estarão lá.

Por outro lado, no iPhone, por exemplo, os AirPods pausam automaticamente quando você os retira do ouvido. Isso, ao menos de primeira, não é possível no sistema operacional do Google. Outro detalhe é que os AirPods funcionam com codificação de áudio AAC, que requer muito poder de processamento e não pareia de forma eficiente com o software do Android.

Uma saída parcial para o impasse é o aplicativo AirBattery, que, além de permitir ao usuário checar os níveis de bateria do estojo quando aciona os AirPods (e resolver o problema do popup que relatamos mais acima), possui suporte à autopausa como um recurso experimental no Android. Este último funciona melhor especificamente para o Spotify, mas pode ser útil quando outros aplicativos estiverem na ativa também.

De qualquer forma, talvez a melhor recomendação para que você tenha uma experiência auditiva sem gargalos no Android seja colocar os AirPods de molho por um tempo (não apenas pela perda de recursos de software, como a Siri, mas o contraste entre os sistemas) e pensar em alternativas que sejam mais compatíveis com a interface do Google.

Imagem: Omid Armin/Unsplash/CC