Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Quando usamos a internet do nosso plano de dados pré ou pós-pagos, ou quando fazemos uma ligação pelo celular, usamos o sinal que a operadora fornece conforme sua cobertura e sua estrutura de rede. Acontece que, em alguns momentos, nos deparamos com uma situação onde o telefone não encontra sinal. Isso significa que estamos em uma zona de sombra.

O princípio é simples: o celular é se comunica com torres de telefonia móvel por rádio. É por rádio que recebe e transmite voz e dados. Como a luz, o rádio é uma emissão eletromagnética de fótons. A diferença é que, nas frequências de rádio, essa emissão é capaz de atravessar coisas que a luz não pode, como o corpo humano (somos transparentes para rádio, e essa é a razão porque rádio não é percebido nem afeta o corpo humano). Diferente da luz, o rádio pode atravessar paredes, mas só até um limite; assim como a luz pode atravessar a água mas, se a profundidade for grande demais, chegamos à escuridão.

publicidade

Uma zona de sombra de rádio é como uma zona em que a luz não chega. As ondas foram bloqueadas por coisas como o terreno, prédios ou paredes. Ou simplesmente se está longe demais de uma antena da operadora.

É possível ficar sem sinal em áreas fechadas e em áreas abertas, ou seja, as zonas de sombra podem ser um cômodo da casa, um banheiro de shopping, uma área de uma praça ou um ponto na estrada. Esse tipo de problema pode ser causado por diversos motivos, desde interferências físicas causadas por paredes, morros ou túneis, a ausência de cobertura da operadora, simplesmente.

Uma das primeiras alternativas que temos para poder encontrar sinal é mudar de lugar, sair do ponto onde estamos. Dependendo do caso, seria o mesmo que andar um pouco, subir um lance de escada, caminhar alguns metros levando o celular junto e conferindo onde o sinal voltou ou pode estar mais forte.

Homem feliz porque encontrou sinal ao sair de uma zona de sombra

Imagem: Kamaji Ogino/Pexels/CC

Zonas de sombra em áreas fechadas e abertas

Em locais públicos, como aeroportos, rodoviárias e shoppings, o problema de zonas de sombra pode ser diminuído com as empresas de telefonia móvel outorgadas pela Anatel instalando equipamentos nesses lugares, para reforçar o sinal do celular de sua cobertura. Quando a pessoa percebe uma zona de sombra nesses casos, ela pode informar a operadora que, geralmente, busca melhorar o fornecimento de seu sinal.

publicidade

Em áreas abertas, a falta de sinal pode ser mais comum na zona rural, no meio da estrada, em regiões próximas de encostas e matas, por exemplo. Isso acontece porque a cobertura das operadoras deve abranger, pelo menos, 80% da área urbana de um município obrigatoriamente, onde está a maior parte da população. Nessas situações, é um pouco mais complicado, sendo o mais ideal para o usuário estar prevenido e ter uma ideia de como está a cobertura da sua operadora em determinada região na hora de fazer uma viagem ou mudança.

tela de celular com a ferramenta da Anatel que mostra área de cobertura das operadoras

As empresas são obrigadas pela Anatel a fornecer informações sobre sua área de cobertura, o que ajuda bem quando a pessoa vai aderir um novo serviço. A própria Anatel possui uma ferramenta de informação sobre intensidade de sinal das operadoras em território nacional, que pode ser acessado aqui. Seu uso é bem simples e intuitivo, com a pessoa simplesmente indo até o local do mapa onde quer saber a condição de sinal aproximando do ponto específico e clicando. Este mapa de sinal diz, em teoria, onde há sinal. Porém, a cobertura efetiva dependerá de fatores como relevo, construções, tipo de ambiente (aberto ou fechado), localização da pessoa em relação ao solo (andares altos ou subsolo) e outros.

Imagem: Kamaji Ogino/Pexels/CC