Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Um relatório recente da International Data Corporation (IDC) indicou que o mercado de smartphones com a tecnologia 5G deve crescer 130% até o final de 2021, mas, nesta quinta-feira (17), números divulgados pela consultoria Strategy Analytics foram um pouco menos otimistas. Pelo menos em relação às projeções envolvendo o mercado de iPhones 5G.

Segundo o relatório disponibilizado na página oficial da consultoria especializada em mercado, as vendas de iPhones 5G sofreram uma queda considerável no comparativo entre o 4º trimestre do ano passado e o 1º trimestre de 2021. Em termos globais, as vendas de iPhones 5G recuaram 23% – de 52,2 milhões, no período de outubro a dezembro do ano passado, para 40,7 milhões, registrados entre os meses de janeiro a março. Em números puros, isso representa uma queda de 11,5 em milhões de unidades.

publicidade

A Strategy Analytics divulgou ainda que as vendas de smartphones 5G, de um modo geral, avançaram 6% no período, totalizando 136 milhões de unidades e confirmando a projeção da IDC. A consultoria ainda deu o possível caminho que o mercado tomou para absorver a retração em relação aos iPhones. Segundo a análise, marcas como Oppo, Vivo, Xiaomi e Samsung foram as responsáveis por “roubar” os 23% do segmento que antes estavam nas mãos da Apple.

Imagem mostra comparativo do mercado de celulares e a queda em vendas de iPhones entre os últimos trimestres

Samsung liderou crescimento

A empresa sul-coreana, aliás, liderou o crescimento em vendas de smartphones 5G no mercado durante o 1º trimestre, o que explica a queda da Apple no período. Ela comercializou 17 milhões de unidades, o que representou um crescimento de 79% em relação ao período anterior. O desempenho foi graças às vendas do Galaxy S21, que deteve 12,5% das vendas gerais, explodindo principalmente na Coreia do Sul, América do Norte e Europa. Atrás da Samsung apareceu a Vivo, com 62% de crescimento entre os trimestres, puxado pelo iQOO U3 5G.

Outro destaque do relatório foi para a Oppo. A marca chinesa, assim como a Xiaomi, vendeu bem em sua terra natal e registrou 55% de alta em relação ao último trimestre do ano passado. Os iPhones 5G, apesar da queda geral da Apple, também seguem bem posicionados no mercado, com 40,4 milhões de unidades comercializadas de seu mais recente flagship, o iPhone 12.

publicidade

Via Phone Arena

Imagem: Media Modifier/Pixabay/CC