Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma das novidades anunciadas no Google I/O 2021 foi a inclusão de uma pasta segura no Google Fotos, um diretório protegido com imagens confidenciais ou indesejadas que podem ser guardadas na nuvem fora da galeria principal. A partir desta semana, o recurso começou a ser implementado no Android para os usuários de smartphones Pixel por meio de uma atualização de servidor.

Quando a pasta segura estiver disponível no seu celular, você receberá uma notificação para configurá-la no Google Fotos. A partir daí, um simples toque dará início ao processo de configuração da ferramenta, que, entre outras coisas, desassocia as imagens secretas da galeria no celular e não as armazena em backup. Para ter acesso à pasta, basta seguir o atalho Biblioteca > Utilidades > Pasta Segura.

publicidade
Captura de tela do menu de "pasta segura" no Google Fotos

Notificação automática no Pixel para configurar pasta segura no Google Fotos (Reprodução/9to5Google)

Como vai funcionar o diretório secreto

Já na pasta, você tem acesso a uma exibição em grade das imagens, além de um botão no canto superior direito que permite mover itens para o diretório. Isto é possível a partir de uma visualização no rolo da câmera que dispõe as fotos de forma cronológica. Ao transferir as imagens, o Google avisa que as fotos na pasta segura “não podem ser (e deixarão de ser) armazenadas em backup ou compartilhados”. Portanto, fique atento se você já subiu uma das imagens ou documentos na nuvem, pois ela será excluída.

Captura de tela de pasta segura no Pixel

Pasta segura no Pixel não permite capturas de tela (Reprodução/9to5Google)

Você também não pode extrair capturas de tela no diretório. As únicas ações permitidas, na verdade, são: mover a imagem para fora da pasta ou excluí-la de forma permanente. Outro detalhe é que, se você compartilhou o PIN que desbloqueia a sua tela do celular com outras pessoas, elas terão acesso, caso tenham curiosidade, à pasta segura do Google Fotos. É possível também salvar imagens diretamente na pasta segura por meio do Google Camera — o app tem que estar atualizado para a versão 8.2.400.

Por enquanto, a novidade está disponível apenas para os smartphones Pixel. Não há previsão de quando o recurso chegará ao iOS e aos demais aparelhos com sistema operacional Android.

Via 9to5 Google

publicidade

Imagem: Sittiphong/iStock