Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

No começo da semana, a Apple revelou o iOS 15 com diversas novidades. Um dos mais interessantes, porém, acabou não sendo apresentado, ficando meio “secreto” em meio de tanta coisa nova: o novo recurso de arrastar e soltar. A funcionalidade acabou sendo percebida depois por alguns dos usuários que já possuem acesso à nova versão, que ficaram positivamente surpresos.

Federico Viticci, do site MacStories, postou em sua conta no Twitter um pequeno vídeo demonstrando como o recurso funciona no iPhone. É possível notar que o procedimento de arrastar e soltar é simples e intuitivo no iOS 15, assim como é em vários outros produtos e sistemas operacionais.

Arrastar e soltar é padrão em computadores há mais de 20 anos. Em dispositivos móveis, é um pouco mais complicado, porque pode envolver o uso de vários dedos para arrastar e soltar documentos entre telas e apps. Ou seja, fica sendo necessário fazer uso do recurso multitoques. Não há mouse ou touchpad para ajudar e, além disso, a tela de smartphones como o iPhone é limitada em tamanho, tornando o gesto um pouco “mais trabalhoso”.

publicidade

Como no vídeo postado por Viticci, em um iPhone com o iOS 15, depois de selecionar um item, seja uma imagem ou texto, é necessário arrastá-lo na tela com um dedo sem soltar. Enquanto isso, com um dedo diferente, o usuário tem que ir para a nova tela ou entrar no modo multitarefa e carregar o aplicativo de destino. Quando o novo app estiver aberto, a pessoa simplesmente solta o dedo da imagem ou do texto dentro dele. Resumidamente, na maioria dos casos, o usuário precisará usar as duas mãos para fazer uso do novo recurso.

É interessante notar que uma dica visual aparece no canto superior direito do item que está sendo arrastado, um sinal “+” verde, que indica que é possível soltar o arquivo naquele novo local. Se o usuário soltar o item em qualquer outro lugar da tela sem ver o sinal “+”, será necessário fazer tudo de novo. Apesar de parecer complexo para algumas situações, dependendo do momento, esse recurso pode ser uma ótima alternativa.

Via BGR