Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Google Fotos está ganhando diversas atualizações recentes e agora recebeu mudanças em seu sistema de edição para permitir “rabiscar” imagens de forma mais fácil.

De acordo com o 9to5Google, a ferramenta que antes ficava escondida entre os menus do app, agora aparece logo na primeira aba do modo de edição. Ao clicar em Marcação, que aparece entre Filtros e Mais, o usuário pode usar a caneta para desenhar na foto e também um teclado para digitar textos em cima da imagem.

publicidade

Além disso, na hora de rabiscar no Google Fotos, também é possível mudar a grossura e cor da caneta, facilitando assim o uso para quem necessita destacar anotações com frequência. Nos últimos anos, o programa de edição do app vem ganhando diversas melhorias, para tornar a experiência mais completa.

Google Fotos vai permitir "rabiscar" imagens de forma mais fácil

Imagem: Vida Celular

Mudanças no Google Fotos

O processo de edição em si é o mesmo adotado antes, a diferença está realmente na localização da ferramenta rabiscar, que agora pode ser acessada de forma mais fácil no Google Fotos. Essa é mais uma mudança que o app recebe esse ano.

Agora pago, o Google Fotos foi atualizado no fim de maio para exibir detalhes do armazenamento para liberar espaço. A ferramenta, embutida no aplicativo, mostra diferentes filtros para ajudar o usuário a apagar fotos potencialmente indesejadas.

A função está disponível na aba “Backup e sincronização”. O novo recurso será especialmente útil para usuários que já utilizam o gerenciador de imagens para otimizar o espaço no smartphone.

publicidade

As mudanças na política de armazenamento do Google Fotos foram anunciadas em uma publicação no blog de desenvolvedores e estão previstas para entrar ao ar no dia 1° de junho. Segundo a empresa, o conteúdo presente nestes servidores permanecerá fora do espaço dividido e seu acesso será mantido gratuitamente. Considerando que o app chegou aos seus 5 bilhões de downloads no fim do ano passado, é de se imaginar a sobrecarga nos servidores.

Via 9to5Google

Imagem: kevberon (Pixabay)