Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Instagram começou a testar um feed escondendo os likes em abril de 2019, e o Brasil foi escolhido para ser o palco dos testes. A ideia era tirar a pressão por aprovação da plataforma como uma medida de saúde mental. Hoje o Instagram anunciou que as curtidas vão ficar visíveis por padrão, mas os usuários podem esconder os likes nas configurações da sua página, para o feed todo ou para posts em particular.

Motivos para esconder os likes

“É sobre os jovens”, disse o chefe do Instagram, Adam Mosseri, quando o teste começou nos EUA em novembro daquele ano. “A ideia é tentar despressurizar o Instagram, tornar menos uma competição, dar mais espaço para as pessoas focarem em se conectar com quem amam e com as coisas que as inspiram. Mas isso é realmente focado nos jovens.” Segundo o Instagram, esconder os likes não afetou significativamente a saúde mental dos usuários, jovens ou não.

publicidade

“O que ouvimos dos usuários e especialistas foi que esconder a contagem de likes era benéfico para alguns, e irritante para outros, particularmente para pessoas que usam os likes para ter uma noção do que é tendência ou popular, então estamos te dando a opção” de mostrar os likes ou não ao usuários, segundo o blog do Instagram.

Numa coletiva de imprensa esta semana, Mosseri disse: “Acontece que [esconder os likes no Instagram] não mudou tanto como as pessoas se sentiam, ou quanto elas usavam a experiência, como pensávamos que iria. Mas essa ação acabou sendo muito polarizadora. Algumas pessoas gostaram muito, e algumas pessoas não gostaram nem um pouco. No final, o caminho mais claro era algo em que já acreditávamos, dar essa escolha para as pessoas. Acredito que isso é algo que devemos fazer ainda mais”.

Diversos estudos foram feitos enquanto o Instagram fazia o teste de esconder likes, e a maioria descobriu poucas evidências de que o uso de smartphones e redes sociais afeta a saúde mental, como apontou uma matéria do The New York Times do ano passado. Uma pesquisa da Universidade de Oxford publicada este mês, que passou 30 anos analisando a relação de adolescentes e tecnologia, chegou a uma conclusão similar.

Via The Verge

publicidade

Imagem: Cristian Dina / Pexels