Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Enquanto os avançados Poco X3 Pro e F3 desembarcam oficialmente no Brasil, lá fora a família está recebendo um novo dispositivo, o intermediário Poco M3 Pro, lançado com processador Dimensity 700 da MediaTek. Com hardware equilibrado, esse intermediário é, na verdade, uma repaginação do Redmi Note 10 5G. Tirando o design, eles são idênticos.

Com tela de 6,5 polegadas LCD com resolução Full HD, o lançamento tem taxa de atualização de 90Hz que funciona de forma dinâmica. Assim, ele pode economizar bateria em momentos de interface estática, a 30Hz, e só utilizar seu máximo potencial em tarefas dinâmicas, como jogos. A bateria é de 5000 mAh, com carregamento rápido de 18W. O recente vazamento de especificações realmente é confirmado aqui.

publicidade

 

A ser comercializado em versões de 4 GB de RAM com 64 GB de armazenamento interno e 6 GB de RAM e 128 GB de capacidade, o Poco M3 Pro é lançado como mais um intermediário equilibrado com conectividade 5G. Ele sai de fábrica ainda com a MIUI 12 e Android 11, com Bluetooth 5.1, NFC, e o clássico recurso que a Xiaomi adora incluir em seus smartphones: sensor de infravermelho para o usuário controlar outros dispositivos com ele operando como controle remoto.

O que muda é a traseira

Traseira do Poco M3 Pro, lançado com 5G

A principal mudança em relação do Redmi Note 10 5G é o design da traseira: enquanto segue apostando em um módulo retangular para o conjunto triplo de lentes, há outro acabamento em tintura que traz a sensação das lentes “agarradas” à lateral esquerda. Isto, de certo modo, muda um pouco o visual do Poco M3 Pro. O logotipo, em tamanho enorme, é impresso nesta mesma região.

publicidade

E as câmeras em si? O Poco M3 Pro 5G tem câmera principal de 48 MP, com abertura F/1.79, acompanhado por uma macro e um sensor de profundidade, ambos de 2 MP.

Com aparelhos da linha Poco bem caros à venda no país, não seria surpreendente se a Xiaomi lançasse o Poco M3 Pro no Brasil também. Seu preço baixo — até US$ 219 (R$ 1.162 em conversão direta hoje, 19/05) — poderia ajudar a empresa a ampliar sua linha de modelos mais acessíveis no país, apesar de que os tributos e impostos certamente fariam o celular chegar a um preço superior a este. Vale lembrar, a chinesa também trouxe os Redmi Note 10 para cá.

Via XDA Developers