Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Como mostramos aqui, a GSMA (GSM Association) vai mesmo arriscar uma edição presencial da sua feira de tecnologia MWC em 2021, que vai acontecer, pelo menos segundo eles, seguindo todos os protocolos. Suas parceiras, porém, não estão com tanta segurança quanto a organização, e a Qualcomm é mais uma empresa que que não vai participar presencialmente do evento MWC 2021 em Barcelona.

A organizadora promete testagem a cada 72 horas e capacidade para receber entre 40 mil e 50 mil convidados, mas todos os esforços já divulgados não parecem suficientes para convencer importantes nomes da tecnologia. Ontem, foi a Samsung que avisou que não estará lá presencialmente. Assim, ela e a Qualcomm se juntam a uma extensa lista de empresas que não estarão fisicamente em Barcelona para prestigiar a MWC 2021, como Google, IBM, Nokia, Sony, Oracle, Ericsson e Lenovo.

publicidade
Participação da Qualcomm na MWC 2021 será totalmente virtual

E como fica o evento depois disso? Bem, a Qualcomm não vai para o evento físico da MWC, mas seguirá participando virtualmente do evento, que é um dos mais importantes e significativos da indústria mobile. O mesmo vai acontecer com a maioria das marcas citadas. A feira de tecnologia e telecomunicações será realizada em junho, e participação da fabricante de chips deverá ocorrer no dia 28 de junho, para divulgação dos seus mais recentes esforços envolvendo o ecossistema de chips e modens 5G. A empresa divulgou uma nota ao TechCrunch:

Embora apreciemos as medidas de saúde e segurança implementadas pela GSMA para a MWC Barcelona, decidimos que é do interesse de nossos funcionários e clientes que a participação da Qualcomm seja virtual este ano. Estamos ansiosos para nos envolvermos com o evento por meio da palestra virtual de Cristiano Amon em 28 de junho, e por meio de nossos anúncios e demonstrações 5G.

Com mais essa debandada, a GSMA vai perdendo força para emplacar o evento presencial. Vale lembrar que a Mobile Word Congress é a principal fonte de receitas do grupo de telecomunicações. Geraria 80% do caixa anual da empresa. Em 2020, com o começo da pandemia, a GSMA foi surpreendida e, obrigada a cancelar o evento, optou por desligar 20% de todo seu quadro de funcionários para estancar as perdas financeiras.

Imagem: Sundry Photography/Getty Images

publicidade