Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A fabricante Huawei lançou seu próprio sistema operacional para seus smartphones no final do ano passado. Batizado de HarmonyOS, o ambiente já ganhou uma versão 2.0 que foi testada e apresentou melhor desempenho que a interface de usuário EMUI 11 (desenvolvida pela Huawei com base no Android 10) presente nos celulares da companhia atualmente.

O responsável por realizar essa comparação foi o usuário Digital Chat Station, famoso por seus vazamentos voltados para o mercado mobile chinês. O vazador publicou os resultados que obteve na rede social Weibo. Para os testes, ele utilizou um celular Huawei Mate X2 (smartphone dobrável lançado recentemente) e um Mate 40 Pro (outro flagship da fabricante). Em ambos os aparelhos, o usuário tentou abrir alguns aplicativos e rodou dois jogos famosos na China: King of Glory e Game for Peace.

publicidade

Em ambos os jogos, o aparelho com HarmonyOS 2.0 apresentou melhor resolução das imagens, melhor capacidade de processamento e maior estabilidade, além de ter consumido menos energia. Já no teste dos aplicativos, a união entre sistema operacional da Huawei e a interface EMUI 11 garantiram maior estabilidade e suavidade nas animações. Mas isso pode ter ocorrido pelo fato de que existem poucos apps desenvolvidos especialmente para o novo sistema operacional.

Contudo, o problema dos apps pode ser resolvido em um futuro próximo, já que cada vez mais apps estão sendo compilados para o formato do HarmonyOS, como comentou DCS. E isso tende a se ampliar, já que a Huawei pretende que todos os seus futuros aparelhos sejam lançados com o novo sistema operacional, bem como tem planos para aplicá-lo em 300 milhões de smartphones pelo mundo.

Via Sparrow News

publicidade