Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Lançadas na semana passada como uma das grandes atrações do primeiro evento da Apple em 2021, as AirTags são um revolucionário sistema de rastreamento com a promessa de você nunca mais perder as chaves, os óculos, a carteira. Aparentemente, com uma limitação: desde que não estejam em prédios altos, em andares diferentes.

O problema foi citado pelo editor do site XDA-Developers, Ben Sin, quando publicou um review dos AirTags esta semana. Ben afirmou que teve boas impressões sobre os dispositivos, apesar deles não oferecerem grande utilidade no momento para o editor. Foram descritos pontos positivos, como a simplicidade de configuração, bom funcionamento e engenhosidade da tecnologia.

publicidade

Entretanto, parte da experiência de Ben não foi positiva, já que ele mora em um edifício com acesso a diferentes andares, como área comum, terraço, área de ginástica e sala de leitura. Se Ben perder algo no terraço, por exemplo, e for para a sala de leitura, o AirTag não enviará uma localização precisa, o que deve acontecer em outros prédios como o seu.

Não funcionou nem para o rastreamento geral, nem para o Precision Finding (recurso de precisão de localização para o qual o iPhone 12 e o iPhone 11 oferecem suporte). No primeiro caso, o mapa indicará que o item perdido está na mesma área onde Ben está, só que no andar errado. Já o Precision Finding é funcional, segundo o editor, para distâncias de até 9 metros e, mesmo assim, somente para situações de uso horizontal. Seria inútil se o item perdido estiver na mesma posição vertical de Ben em um andar diferente.

No mesmo andar, é como se fosse uma casa. Mas as AirTags, para quem mora ou trabalha em prédios altos, e corre o risco de perder suas coisas em outro andar, pode, acabar não tendo muita utilidade.

Via PhoneArena

publicidade