Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Vivo Global, fabricante de celulares da China, sofreu um duro golpe neste início de semana. Um carregamento repleto de celulares Y20 pegou fogo, de forma espontânea, na pista do aeroporto de Hong Kong. Com isso, todas as exportações da Vivo foram suspensas temporariamente. Apesar do nome, a xará da operadora de telefonia que também vende smartphones em sua loja no Brasil, não tem nenhuma relação com a Vivo nacional.

https://twitter.com/SoloShokeen/status/1381337540452446208

publicidade

A cena chamou a atenção no Twitter, com diversos usuários postando vídeos do momento exato do acidente e, também, fotos com os estragos causados pelas chamas ao carregamento de Y20. Até o momento, no entanto, ninguém se pronunciou oficialmente sobre o que teria causado o incêndio, mas as fichas apontam para um possível defeito na bateria, que é a parte mais inflamável de um telefone celular.

publicidade
Atraso e prejuízo

O fogo que atingiu o carregamento de smartphones Y20, da Vivo, certamente atrasará o envio da empresa para outros países, e não apenas dos modelos agora inutilizados, que precisarão ser repostos. Como já citamos, o governo de Hong Kong já informou a empresa que ela está temporariamente proibida de embarcar qualquer smartphone em aviões, até que a causa do incêndio seja detectada e informada.

Não se sabe ainda o tamanho do prejuízo que o fogo nas unidades de Y20 irá causar para a Vivo, mas os comentários são de que algumas centenas de milhares de aparelhos teriam sido destruídos. Uma das evidências é o tempo que os bombeiros levaram para controlar as chamas, que tiveram início às 5 horas (local) e só foram apagadas 40 minutos depois, deixando marcas em um espaço de 12 x 24 metros na pista do aeroporto.

Índia não terá problemas
Imagem mostra celular Vivo Y20, cujo carregamento pegou fogo em Hong Kong

Divulgação

Os inevitáveis atrasos na produção e entrega do Y20 não afetarão o mercado da Índia, mesmo com uma carga inteira de smartphones da Vivo tendo pegado fogo. Isso será possível porque o país fabrica localmente os modelos da Vivo que vende no país, ou seja, não depende das remessas que partem de Hong Kong, local do incêndio.

A empresa não se pronunciou oficialmente sobre o incidente até agora, então a dica para os usuários que já possuem um Y20 é cautela para evitar possíveis acidentes enquanto carregam seus dispositivos. A tendência, no entanto, é que o fogo no carregamento dos smartphones Vivo Y20 tenha acontecido por um problema restrito ao lote em questão, mas precaução nunca é demais.

O Vivo Y20 foi lançado na Índia no último dia 19 de janeiro. Ele tem o processador MediaTek Helio G80, com até 6 GB de RAM, e até 128 GB de armazenamento interno, expansível via cartão. A bateria, que vem sendo apontada como principal suspeita pelo fogo que destruiu uma carga inteira, é de 5000 mAh, com carregamento rápido de 18W. O Vivo Y20G foi lançado em duas cores, preto (Obsidian Black) e azul (Purist Blue), e está custando cerca de 15 mil rúpias, o que equivale a quase R$ 1.100 (na conversão direta, sem impostos e taxas).

Via 91Mobiles

Imagem: Mylene2401/Pixabay/CC