Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma atualização está trazendo para os smartwatches com WearOS um recurso de detectar e mostrar o índice ultravioleta da localidade onde o usuário se encontra. Isso serve para quando a pessoa quiser saber qual o nível de perigo ao ficar exposta aos raios solares da região onde ela está. Para saber, por exemplo, se você deveria estar usando filtro fator 50 ou é um banho de sol inofensivo.

As informações de clima no sistema operacional receberam uma reformulação no final do ano passado. Hoje, o usuário Wear OS consegue acessar sua localização e o clima do lugar onde está, além das máximas e mínimas temperaturas e previsão de precipitação. O detector de luz solar ultravioleta da localidade será mostrado no canto superior esquerdo do bloco de clima na tela dos smartwatches.

publicidade
O índice ultravioleta (UV)

O índice UV permite que a pessoa tenha noção do potencial de perigo na exposição solar em uma escala de 0 a 12. Entre 0 e 2, é baixo perigo, acima de 4, é recomendável o uso de protetor solar, óculos de sol (com proteção UV), chapéus e cuidados essenciais. Já quando o índice ultravioleta está acima de 10, é sinal de perigo extremo. O recurso permitirá que o usuário do smartwatch com o sistema operacional consiga se programar para sair ao sol, estipulando tempo e horário ideal.

Ainda não há um cronograma oficial do Google sobre a efetivação da atualização no Wear OS, mas o recurso deve estar disponível em breve. O mesmo pode acontecer com o Pixel Watch, o relógio inteligente da empresa, e você pode saber mais sobre isso aqui.

Via 9to5Google e XDA-Developers

Imagem: Abhiram Prakash/Pexels/CC