Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Imagina se além de ter uma conexão mais rápida você possa carregar seu smartphone? Essa é a ideia de um grupo de pesquisadores da Georgia Tech, que descobriram outras propriedades do sinal 5G. Os engenheiros conseguiram usar a conexão 5G para criar um tipo de fonte de energia que pode ser captada por antenas.

Inicialmente, o equipamento para coletar uma quantidade razoável dessa energia precisava ser gigantesco, mas os cientistas conseguiram reduzir para um aparelho muito menor. Outro detalhe é que até o momento, só dava para coletar a energia se estivesse com visão direta de uma antena 5G, sem nada no caminho, o que dificultava usar a conexão para carregar aparelhos.

publicidade

Mas, esse empecilho também foi contornado. “Resolvemos o problema de sermos capazes de olhar apenas de uma direção com um sistema que tem um amplo ângulo de cobertura”, disse a pesquisadora sênior Aline Eid.

5G com energia sobressalente

“Podemos ter uma grande antena, que funciona em frequências mais altas e pode receber energia de qualquer direção. É agnóstico em relação à direção, o que o torna muito mais prático”, completou ainda o consultor sênior de laboratório Jimmy Hester.

No geral, a energia colhida pelo novo dispositivo é até 21 vezes maior do que em modelos anteriores. Dessa forma os pesquisadores acreditam que será possível carregar um celular com a conexão 5G. Em um futuro (não muito próximo), os cientistas esperam que isso possibilite um tipo de bateria que funcione pelo ar.

A FCC, o órgão que regula as telecomunicações dos EUA (como a nossa Anatel), já autorizou uma rede 5G que consiga transmitir uma quantidade de energia muito maior. “Embora o 5G de hoje tenha sido construído para comunicação de alta largura de banda, a rede de alta frequência oferece uma grande oportunidade de “colher” a energia não utilizada que, de outra forma, seria desperdiçada”, completa o estudo.

publicidade

“Sem saber, os arquitetos do 5G criaram, assim, uma rede de energia sem fio capaz de carregar dispositivos em intervalos que excedem em muito as capacidades de qualquer tecnologia existente”, diz outro trecho da pesquisa.

Via BGR

Imagem: Irina Shi (Shutterstock)