Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple tem iPhone novo todo ano, mas uma linha só aparece de vez em quando. Lançado em 2016, o iPhone SE ganhou um sucessor no ano passado, e pode ser que daqui a duas gerações ele passe por uma repaginação bem-vinda, que incluiria um furo para a câmera de selfies ao invés de bordas gigantescas como acontece hoje.

Quem traz esse rumor é o analista da DisplaySearch e DSCC, Ross Young. Ele fez algumas previsões no seu Twitter que batem com informações de Ming-Chi Kuo, outro analista especializado em Apple. Para ele, a Maçã deve preparar um novo iPhone SE em 2023 que finalmente atualizará a linguagem de design do aparelho, abandonando o visual clássico que hoje só é preservado mesmo pelo iPhone SE.

publicidade

Mesmo assim, segundo Ross a Apple teria um novo sucessor para a linha 2022, que ainda traria display de 4,7 polegadas com o famoso botão para Touch ID. Só a partir de 2023 as coisas ficariam mais animadas, com o iPhone SE aproveitando mais seu corpo e crescendo a tela para 6,1 polegadas, oferecendo mudanças estéticas importantes e adotando a câmera de selfies vira um furo central. O mais interessante, se isso se confirmar, é que a empresa de Cupertino pularia o Face ID, muito possivelmente vindo a trabalhar com seu Touch ID sob display, que vazamentos indicam já estar em estudo.

publicidade
Cronograma curto para o iPhone SE é improvável

Apesar de estar na praça desde 2016, a família iPhone SE só ganhou uma segunda geração no ano passado, quatro anos após o primeiro produto, e com uma aposta bem conservadora: o iPhone SE antigo é inspirado no iPhone 5s, enquanto o de 2020 copiou o corpo do iPhone 8.

Sendo assim, é de se encarar com ressalvas que a Apple traria um novo modelo já no que vem, e ainda outro logo em seguida, em 2023. O histórico da empresa não aponta para um comportamento assim.

Novidade para a Apple, passado para o Android

Se as mudanças para o iPhone SE forem mesmo confirmadas, a dona do iOS corre o risco de apresentar ao mercado um visual já extensamente explorado pelas fabricantes de smartphones Android. Celulares com poucas bordas e uma câmera frontal via furo são uma realidade há anos. Para quem não abre mão do ecossistema da empresa, porém, a novidade seria bem-vinda.

Mesmo assim não seria a primeira vez que a Maçã comeria poeira: o iOS só implementou widgets na área de trabalho quase uma década depois do Android. Casa de ideias criativas, mesmo a empresa de Tim Cook fica para trás algumas vezes.

Via Pocket Now

Imagem: NYC Russ/Shutterstock