Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Moto G100, versão rebatizada do Motorola Edge S lançado na Ásia, teve seu preço vazado por uma loja online da Espanha e, ao que parece, será bastante salgado quando as vendas começarem, no dia 25 de março. O varejista Paratupc anunciou o modelo sob o código XT2125-4, com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno, por 479,77 euros. O valor é equivalente a R$ 3.116 (sem impostos ou taxas), e é o mais caro cobrado por um smartphone da linha G da Motorola.

Para efeitos de comparação, no site oficial da marca aqui no Brasil, o modelo mais caro da série é o Moto G 5G Plus, que está sendo vendido a R$ 2.249,10. O Moto G9 Plus é o segundo da lista, comercializado a partir de R$ 1.799,10, enquanto o Moto G9 Play fecha o top 3 no País, cotado a R$ 1.439,10, todos para pagamentos à vista.

publicidade
Vale à pena?

Com um preço bem mais caro do que os modelos à venda no Brasil, o Moto G100, se realmente tiver todas as configurações do Edge S lançado recentemente, pode ser mais interessante do que os disponíveis no site da Motorola atualmente. Vamos pegar como exemplo o Moto G 5G Plus, que custa quase R$ 1 mil a menos do que o G100. Ele tem os mesmos 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno oferecidos no flagship anunciado na Espanha, mas é inferior em outros quesitos.

publicidade

O processador é um deles. Enquanto o Moto G 5G Plus tem o Qualcomm Snapdragon 765 sob o capô, o Moto G100 justifica o preço mais elevado por sair de fábrica com o Snapdragon 870, mais moderno e com melhor desempenho. O sistema de câmeras também é superior no Moto Edge S rebatizado. Ele é composto por três lentes traseiras (64 MP +16 MP + 2 MP), além de duas para selfie, com 16 MP + 8 MP, respectivamente. O Moto G 5G Plus, por sua vez, tem as mesmas configurações nas câmeras de selfie, mas “perde” na principal traseira (48 MP) e na ultrawide (5 MP).

As especificações vazadas do Moto G100 também apontam para uma bateria de 5000 mAh, com carregamento rápido de 20W, entrada para fone de ouvido de 3,5 mm, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.1, NFC, USB-C, 4G e até suporte para 5G. O Moto G 5G Plus, como o nome diz, também está pronto para trabalhar com a tecnologia 5G, tem o mesmo tamanho de tela, 6,7 polegadas e a mesma resolução, Full HD+, além da bateria igual. Agora é esperar para ver o Moto G100 vai desembarcar no Brasil, comparar e decidir se vale à pena pagar um preço tão maior por ele.

Via Pocket Now