Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Parece que a Apple quer estar presente na realidade virtual da cabeça aos pés. Literalmente, já que até “cyber-meias” podem entrar no jogo. Além do headset, que pode estrear em 2022, a empresa registrou uma patente recentemente, discutindo um dispositivo háptico vestível para os pés.

Háptico remete ao que é sensível ao tato, o que é tátil. E é por onde segue o periférico da patente, buscando tornar a presença da pessoa na realidade virtual ainda mais imersiva, com meias ou sapatos desenvolvidos para fornecer uma sensação de tipos diferentes de solo. Algo nesse sentido háptico é trazido pelos controles DualSense do PS5, que transmite textura do ambiente do jogo por meio de vibração.

publicidade
Andando sem sair do lugar

O feedback desses possíveis dispositivos hápticos também pode trazer uma experiência de movimento para os usuários. Em outras palavras, as meias de realidade virtual da Apple podem fazer com que os jogadores sintam que estão andando, mesmo que permaneçam no mesmo lugar. Essa sensação deve ser semelhante a exemplos mais tradicionais de feedback tátil em controles, como gatilhos com resistências diferentes para imitar armas diferentes.

Ainda nesse sentido, para prática de corridas, o vestível pode ser imaginado nos pés dos praticantes de corrida, com tipos diferentes de pistas que seriam simulados pelo dispositivo da Apple. Ou, indo um pouco mais além, as meias poderiam trazer para a pessoa a sensação agradável de uma boa massagem nos pés em algum ambiente de spa criado em realidade aumentada.

De acordo com o pedido de patente da empresa, “O feedback é conduzido por sinais de acionamento dente de serra assimétricos, que movem os componentes de saída háptica para frente e para trás em quantidades iguais, fornecendo ao usuário uma sensação de movimento em uma única direção enquanto o pé permanece em um local fixo”. As meias de realidade virtual da Apple, de acordo com a documentação, deverão ser desenvolvidas com polímero piezoelétricas e eletroativas, junto com várias bobinas e ímãs.

Tenha em mente que uma patente não significa que uma tecnologia específica será realmente implementada. Mas, se é para imersão total, por que os pés ficariam de fora?

publicidade

Via TechRadar e Tom’s Guide

Imagem: jan mesaros/Pixabay/CC