Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Cientistas da Universidade Cornell, EUA, desenvolveram uma luva de realidade virtual que pode fornecer sensação de toque. Os pesquisadores querem comercializar a tecnologia para as áreas de fisioterapia e medicina esportiva. Além das possíveis aplicações para humanos, a luva de RV pode dar a sensação de toque para robôs, os ajudando a lidar com seu ambiente e com objetos mais frágeis.

No protótipo de luva do pessoal da Cornell, cada dedo tem um sensor maleável de luz, que combina um centro de poliuretano transparente e um centro ligado a LED com corantes absorventes. Ao dobrar os dedos ou encontrar pressão, os corantes atuam como “codificadores de espaço” que acendem, registrando o que está acontecendo.

publicidade

A luva de realidade virtual dos pesquisadores foi feita com impressão 3D, e é equipada com Bluetooth que transmite dados para um software básico. O software, também desenvolvido pela equipe, reconstrói os movimentos e deformações da luva em tempo real.

A inspiração do projeto veio de sensores de fibra óptica de sílica, que conseguem detectar mudanças sutis de comprimento de ondas. Através dessas mudanças, os sensores podem identificar mudanças em umidade, temperatura e pressão. E enquanto os sensores de fibra óptica exigem equipamentos de alta resolução para funcionar, a alternativa encontrada pelos pesquisadores é mais barata, simples de fabricar e pode ser incorporada a sistemas menores.

Sim, os pesquisadores da Cornell estão pensando principalmente no setor de saúde, mas será muito interessante ver como a tecnologia criada por eles pode ser usada em videogames. Além de luvas VR com sensação de toque, em breve podemos até ter olfato para experiências em realidade virtual. Ficamos no aguardo. 

Via Engadget.

publicidade