Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Aos poucos, a geração de emprego e renda volta a aquecer no resto do mundo. Somente na Europa, houve aumento de 7% nas vagas de emprego relacionadas a desenvolvimento de apps. Segundo relatórios divulgados pela Apple, que detalham o aumento de empregos, os principais países a se beneficiarem da geração de vagas foram o Reino Unido, Alemanha e França.

A App Store se tornou uma “máquina de crescimento econômico” em todo o mundo, segundo a Apple, desde que foi criada em 2008. E, em um momento sensível como o que o mundo tem vivido, o universo de desenvolvimento de apps se mostra como uma oportunidade de inovação, resiliência e geração de renda.

publicidade
Efeito pandemia

O isolamento social causado pela pandemia de Covid-19 colaborou com o cenário de geração de novas vagas, uma vez que as pessoas se tornaram cada vez mais conectadas e passaram a depender cada vez mais de aplicativos.

Dados da Apple mostram que há mais de 330 mil empregos para desenvolvedores de apps no Reino Unido, suportados pelas vendas da App Store – aumento de 10% frente o mesmo período do ano anterior. Os ganhos subiram 22% em 2020. No universo iOS também houve novidades na Europa, com o aumento de 7% de empregos para desenvolvimento e apps, com 1,7 milhões de vagas no Reino Unido, seguidos de Alemanha (21%) e França (6%), com 2.500 oportunidades cada.

Os apps mais desenvolvidos no período foram voltados ao estudo, exercícios, monitoramento de saúde, entretenimento e formas de se manter conectado com pessoas. A App Store conta, atualmente, com mais de 1,8 milhões de aplicativos, sendo boa fonte de emprego para desenvolvedores e empresas do setor.

Via Appleinsider e Apple

publicidade

Imagem: Divulgação Apple