Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Faça arte (não fake news), esse é lema do MelodyBot3456, um bot compositor do Twitter que publica suas novas jams a cada hora na rede social. O processo, completamente automatizado, escolhe aleatoriamente instrumento, afinação e tempo para gerar uma música aleatória, gerando esse novo “talento” da cena musical robótica.

Os instrumentos são todos faixas Midi, usadas em programas de partitura online, como o Guitar Pro, e as músicas, na maioria de suas vezes, não fazem sentido nenhum. A maior parte das progressões sonoras, interrupções e encaixe de notas não seguem a lógica das escalas normalmente usadas em música humana.

publicidade

Ou talvez, isso seja só eu não entendendo o pioneirismo desse bot musical. Você pode ver se consegue apreciar as músicas do bot compositor de música do Twitter abaixo:

publicidade

A maior parte dos resultados é algo entre o estranho e o engraçado, como o de cima, que parece um robô que assistiu mil horas de solos do Jethro Tull. Outros, como o de baixo, soam como se um computador tentasse lembrar a abertura de Seinfield de cabeça. Escuta só:

O bot compositor de música do Twitter não é o único, já que alguns canais no YouTube também possuem vídeos e letras geradas por machine learning, como este do Nickelback, do Nirvana ou do AC/DC. De qualquer forma, é bom ver inteligência artificial sendo usada para fins positivos (ainda que inúteis), já que a reputação destes scripts é normalmente bem nefasta. Pois é, apesar do Melody Bot, tem muitos outros bots por aí sendo usados para replicar fake news ou, ainda, automatizar a venda de dados sensíveis.

Via The Verge

Imagem: Pixabay (Pexels)