Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O rumor de que a Apple estaria se preparando para entrar na indústria automobilística com carros elétricos está provocando reações até mesmo nos gigantes do mercado. Durante uma conferência para a imprensa, nesta quinta-feira (11), o presidente da Toyota, Akio Toyoda alfinetou a empresa de Cuepertino, garantindo que a “Apple só poderá construir um carro quando ofertar 40 anos de suporte”.

Conforme divulgado pelo The Wall Street Journal, a afirmação de Toyoda aconteceu em uma live da Associação Japonesa de Fabricantes de Automóveis, após um repórter o questioná-lo sobre o que ele pensava de um carro construído pela fabricante do iPhone. Toyoda respondeu: “qualquer um que tenha habilidades técnicas pode construir um carro, mas, assim que fizerem um carro, espero que reconheçam que precisam se preparar por 40 anos para responder aos clientes e às várias mudanças do mercado”.

publicidade

Toyoda fez um comentário sobre a relação de curto prazo que a indústria de tecnologia tem com seus clientes. “A entrada de empresas de tecnologia na indústria automobilística tem um futuro e as opções para os clientes aumentarão. Aceitamos novos rostos, mas não acho que seria justo que estas novas marcas dissessem: não precisamos nos preparar por 40 anos, e vocês, que estão por aí há muito tempo, façam do nosso jeito.”

Um novo modelo de negócios

O desabafo do presidente da Toyota estaria relacionado a forma como a Apple costuma trabalhar com outras empresas para o desenvolvimento dos seus produtos. Ainda de acordo com o The Wall Street Journal, a fala do chefe da Toyota também estaria relacionada ao vazamento de um relatório que garante que a Apple pretende produzir o seu carro com o apoio de empresas do ramo da tecnologia como a Foxconn e a Magna – as mesmas responsáveis pela fabricação de iPhones e MacBooks, por exemplo.

Enquanto a fabricante do iPhone possui parceiros de fora do mercado automobilístico para a fabricação de sua tecnologia, empresas tradicionais como a Toyota e a Honda estão acostumadas a um outro sistema de manufatura, no qual a própria empresa encabeça os processos e se responsabiliza pela maior parte da produção. Na prática, este é um modelo que gera mais custos e, consequentemente, menos vantajoso que o adotado pelas big techs.

Há uma conversa de bastidores sobre se alguma montadora tradicional se aliaria à Apple no apelidado de “Apple Car”. A Hyundai, via sua subsidiária, a Kia Motors, foi cogitada, mas recusou.

publicidade

Via 9toMac

Foto: Motohide Miwa/WikiCommons