Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Sem muita surpresa, o Realme C21 acaba de ser lançado na data prevista. Com configurações modestas, o dispositivo teoricamente é o sucessor do C20, lançado há pouquíssimo tempo. Na prática, ele é um smartphone ligeiramente melhorado, que poderia perfeitamente ter sido lançado como uma variante turbinada do outro modelo.

Realme C21: básico e barato

O celular oferece 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno, expansível até 256 GB via cartão microSD. Sua tela é 6,5 polegadas com resolução HD. Sendo assim, o C21 oferece 1 GB a mais de RAM que o C20, mas tem o mesmo processador Helio G35 e a bateria de 5000 mAh. Um bom diferencial entre ele e o Realme C20 está nas câmeras: ao invés de um único módulo traseiro, o Realme C21 traz três. A principal mantém os 13 MP, e as novas chegam com 2 MP cada, para fotografia macro e melhoria do efeito de profundidade em retratos. Para selfies o sensor é de 5 megapixels.

publicidade

Outra novidade é a adição de um sensor biométrico na traseira. Dessa maneira, o Realme C21 é lançado como uma forma de aumentar os recursos para quem quer pagar pouco por algo parecido como o C20, mas sente que a experiência com esse será bastante limitada. O preço, claro, é levemente superior ao do seu irmão menos poderoso: em conversão direta hoje (05/03) R$ 697, contra R$ 585.

Por enquanto oficializado na Malásia e apenas nas cores preto e azul, é provável que o aparelho receba variantes com mais memória RAM e armazenamento, conforme o AliExpress pode já ter antecipado. Depois da Xiaomi e Huawei, a Realme também resolveu trazer seus celulares para o Brasil, então o mais novo lançamento — Realme C21 — poderá dar as caras por aqui, no futuro.