Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Assim como o bastão de selfie, parece que a tecnologia de óculos VR nos quais você usa o smartphone como tela não vingou. Uma prova cabal disso é que o Google está descontinuando o acessório Google Cardboard para realidade virtual, que bem, era feito de papelão. E, na verdade, nunca nem sequer esteve disponível para venda no Brasil.

Google Cardboard descontinuado

publicidade

Não que fosse difícil (com o auxílio de tutoriais na internet) improvisar o seu próprio óculos VR para acoplar o celular, mas o movimento da empresa de Mountain View é significativo: demonstra que o Google não está mais interessado nesse tipo de acessório. Lançado em 2014, o produto teve grande apelo nos Estados Unidos por ser uma alternativa relativamente barata frente a outros produtos com melhor acabamento. Ele custava US$ 15 (R$ 84 em conversão direta hoje, 03/03). Depois de alguns anos o Google lançou o headset Daydream, com acabamento mais robusto como outros rivais no mercado, mas ele também foi descontinuado.

Além do dispositivo de realidade virtual Cardboard, o Google lançou um app com o mesmo nome, com experiências interativas voltadas para o acessório. Não se sabe o futuro do aplicativo após a decisão de descontinuar o aparelho. Mas não é difícil imaginar que não chegarão grandes novidades no futuro…

Sendo assim, iniciativas de realidade virtual agora mais do que nunca se concentram no mundo dos videogames: a Sony oficializou um dispositivo VR para o PlayStation 5, por exemplo. Uma fabricante do mercado mobile que por um tempo se mostrou ávida por esses acessórios foi a Samsung, que lançou o último Gear VR compatível com smartphones em 2017. Ele foi compatível com tops de linha até os Galaxy Note 9 e Galaxy S10, através de um adaptador. A aposta mais recente da sul-coreana é um produto de realidade aumentada para Windows.

Via Android Authority

publicidade