Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma atualização do Instagram permite que as Live Rooms, as transmissões ao vivo da plataforma, utilizem ferramentas de monetização para vídeos com até três convidados. Agora, durante uma live, os fãs dos criadores de conteúdo poderão comprar insígnias, contribuir para doações ao vivo e comprar em lojas virtuais.

O recurso, anunciado hoje em um post no blog dos desenvolvedores, é mais uma expansão das chamadas ao vivo, que, desde o início da pandemia, vem ganhando maior relevância dentro da plataforma. No mês passado, a rede social expandiu o recurso de lives entre duas para até quatro pessoas com o Live Rooms.

publicidade
duas telas mostrando a nova função de chamadas do live rooms

Créditos: Reprodução (Instagram)

A plataforma também havia anunciado lives de até quatro horas e arquivamento de até trinta dias para as gravações. Com artistas, celebridades e outros criadores de conteúdo dependendo diretamente do meio digital para sobreviver, o Instagram está procurando outra maneira de levantar fundos, ao mesmo estilo do Twitch.

Para criar uma Live Room, o usuário deve clicar no ícone de live, na câmera, depois inserir um título e convidar os usuários sugeridos. O administrador pode convidar e retirar convidados da chamada conforme bem entender. Além da monetização para Live Rooms, o Instagram também está testando controles de canais de áudio e oferecer funções de moderação a outros usuários.

Ainda dentro da atualização, usuários bloqueados pelo criador da live não poderão participar do evento, mesmo ao tentar ingressar pelas notificações dos convidados. Usuários que infringirem as diretrizes de comunidade do Instagram também não poderão criar ou participar de Live Rooms.

Via Business Insider

publicidade