Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Aplicativos instalados de fábrica geralmente são um incomodo para donos de smartphones considerados de entrada ou mesmo intermediários. Pensando nisto, o app Android Debloater (ADB) promete ser a solução para quem deseja limpar qualquer bloatware e outras instalações indesejadas do seu celular.

Desenvolvido por um usuário conhecido como W1nst0n, no GitLab (plataforma de compartilhamento de códigos), o ADB dá acesso a recursos que geralmente são bloqueados pelos fabricantes do Android sem a necessidade de fazer root.  Isto é, em tese, qualquer usuário sem muito conhecimento de programação consegue deletar  os chamados  bloatware, aqueles apps e outros recursos que geralmente são inseridos por operadoras e pelo fabricante e que quase ninguém usa.

publicidade

De acordo com o desenvolvedor, entre as principais vantagens do Android Debloater está a opção de otimizar o seu aparelho por meio da exclusão de recursos que afetam a autonomia da bateria ou liberar mais memória, por exemplo.

Serviço não está na Play Store

Por se tratar de um aplicativo que fere as normas de uso do Android, o ADB não está disponível na Play Store do Google, assim os interessados terão que baixá-lo através de um link no GitLab. Nela também estão disponíveis mais informações sobre a aplicação, bem como quais são as principais fabricantes compatíveis com o sistema.

No geral, o Android Debloater é capaz de remover bloatwares das principais fabricantes como Samsung, Motorola e Xiaomi. Além da postagem no GitLab, o Reddit possui um fórum dedicado exclusivamente ao compartilhamento de experiências dos usuários com a aplicação. Vale a pena perder alguns minutos lendo os relatos antes de se aventurar pelo sistema.

Faça por sua conta em risco

Apesar das facilidades oferecidas pelo desenvolvedor, é importante lembrar que qualquer modificação não autorizada no seu smartphone também serve como uma porta de entrada para outras fragilidades.

publicidade

Por mais que não sejam utilizados, alguns aplicativos são inseridos nos smartphone pelas fabricantes por alguma razão específica, de modo que a sua remoção pode acabar afetando atualizações, além do funcionamento de determinados recursos.

A abertura do Android por meio de um aplicativo de terceiros também pode resultar na fragilidade dos seus dados. Conforme comenta Emilio Simoni, especialista de segurança da PS Safe:

“De maneira geral, não tem como confiar quando você vê uma publicação de uma pessoa dessas sem uma empresa por trás, dando resguardo. Quando esse tipo de software possui uma empresa por trás, como a Samsung, ou a PSafe, e fornece uma ferramenta para algo específico – como tentar remover um bloatware que veio de fábrica, um malware, uma má configuração – aí é mais confiável, tem garantias”, explica.

Retirar estas travas também pode deixar uma brecha para que outros aplicativos monitorem os seus dados, principalmente se houver a remoção de aplicações dedicadas à segurança do smartphone.

No fim das contas, vale o bom senso e o peso d e que nem sempre optar por mais desempenho é a melhor opção.

Via Slash Gear 

Imagem: Denny Müller (Unsplash)