Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Huawei oficializou o Mate X2 como seu próximo celular dobrável. Enquanto muitos podem não achá-lo uma opção interessante, principalmente pela ausência de serviços Google, uma demonstração de como funciona o compartilhamento de tela do Mate X2 com notebooks da chinesa certamente mostra um diferencial bem atrativo.

Enquanto a Samsung aposta no modo DeX para facilitar a navegação por arquivos e melhorar a produtividade com os seus smartphones, o Mate X2 pode trabalhar compartilhando a tela com um Matebook após ser pareado via NFC, ao encostar o aparelho no computador portátil. Assim, abre-se a interface do dispositivo diretamente na tela. Quando o celular é desdobrado, o espelhamento no computador ocupa mais espaço para representar a tela maior.

publicidade

Huawei Mate X2 Multi-screen Collaboration Hav Some Unique Functionality

Além disso, também chama a atenção a baixa latência nesse tipo de conexão. No vídeo é praticamente imperceptível algum atraso entre uma ação no aparelho e sua reprodução no computador. Outro ponto interessante é que o Matebook, dotado de tela sensível ao toque, pode operar a interface do celular também. A opção pode ser bastante útil para transferência de arquivos: é possível ver que o usuário consegue puxar rapidamente fotografias do smartphone para o notebook apenas com o gesto de arrastar.

Vale lembrar que o preço elevado não é o único problema do Mate X2. Dadas as restrições para trabalhar com o Google — o que envolve problemas para usar o Android, Play Store, e outros apps populares — a Huawei não tem arriscado lançar muitos dos seus smartphones fora da China e alguns outros poucos territórios. No Brasil ela chegou inclusive a anunciar a disponibilidade do Mate X original, em 2019. Com as sanções de Donald Trump ela mudou de ideia, mas apostou em outro projeto para mostrar que está sim presente em território nacional.

publicidade