NotíciasTikTok agora enfrenta problemas na Europa

Marina Schnoor2 semanas atrás5 min

Depois de quase ser banido nos EUA, ser proibido temporariamente no Paquistão e banido definitivamente na Índia, isso só no ano passado, agora o TikTok está encarando mais problemas na Europa. A plataforma recebeu diversas queixas da Organização Europeia de Consumidores (BEUC) e organizações de direitos do consumidor de 15 países do continente.

Segundo uma das queixas da BEUC, o TikTok não é claro em seus termos de serviço, que favorecem a plataforma em detrimento dos usuários quando se trata de propriedade de conteúdo e remuneração.

Outro problema do TikTok apontado pelas organizações de direitos do consumidor da Europa tem relação com a moeda virtual da plataforma, que permite que os usuários comprem presentes para tiktokers de que gostam. Como a queixa específica, o TikTok diz ter direito de mudar a taxa de troca entre as moedas e presentes a qualquer momento, o que seria uma vantagem financeira injusta para o app. Além disso, segundo o BEUC, os desafios de hashtag na plataforma muitas vezes não deixam claro para os usuários que a produção desse conteúdo tem intuito comercial.

Privacidade e propaganda invisível

A queixa final está relacionada com privacidade, com a BEUC acusando o TikTok de não deixar claro quais dados a plataforma coleta e para que eles são usados. A organização aponta que isso é especialmente problemático no caso de crianças e adolescentes usando o app. A organização também acusa a o TikTok de não proteger menores de idade de conteúdo inapropriado e propaganda invisível na plataforma.

A BEUC quer que os problemas do TikTok sejam investigados pela União Europeia, e que o bloco exija mais transparência da plataforma.

“Em apenas alguns anos, o TikTok se tornou um dos aplicativos de rede social mais populares, com milhões de usuários pela Europa”, disse Monique Goyens, diretora da BEUC, numa declaração. “Mas o TikTok está decepcionando seus usuários ao violar seus direitos em grande escala. Descobrimos uma série de violações dos direitos do consumidor e, assim, registramos essa queixas contra o TikTok.”

O TikTok respondeu para a Reuters: “Estamos sempre abertos a ouvir como podemos melhorar, e entramos em contato com a BEUC e gostaríamos de fazer uma reunião para ouvir suas preocupações”.

Via Android Central

Imagem: David Mark (Pixabay)