Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Carl Pei tem um currículo admirável: ele é co-fundador da OnePlus, empresa chinesa que durante muitos anos desenvolveu flagships, e hoje em dia trabalha com uma gama mais variada de produtos. Recentemente, ele criou a Nothing, sua nova empresa de tecnologia que está anunciando a compra da Essential.

Para quem não lembra, a Essential foi uma fabricante de smartphone (sem plural mesmo) fundada por Andy Rubin, ex-Google, que colocou no mercado o PH-1, um celular que prometia atrair olhares através de uma proposta que mesclava simplicidade e qualidade. Até o fechamento da empresa, em 2020, o aparelho se destacou por receber atualizações do Android em tempo recorde. À frente dele nesse sentido, apenas os aparelhos Pixel, do próprio Google.

publicidade

A Agência de Propriedade Intelectual do Reino Unido confirmou a venda da companhia para a Nothing, que até então se limitou a informar ao mercado que a empresa apostaria em dispositivos inteligentes, revelando planos para alguns fones de ouvido Bluetooth.

compra da Essential pela Nothing registrada através de documento da Agência de Propriedade Intelectual do Reino Unido

Nothing: o que vem por aí?

A expertise de Carl Pei nesse segmento pode gerar expectativas animadoras em muitos consumidores. O executivo, porém, ainda não se pronunciou após a aquisição ter se tornado pública.

Vale destacar que produtos de áudio irão compor uma das linhas de frente de atuação da Nothing, e a Essential possuía planos ambiciosos para o mercado de gadgets nesse sentido. O GEM Phone traria um visual excêntrico principalmente porque a empresa fundada por Andy Rubin apostaria em uma experiência mais imersiva de navegação por voz. Não seria surpreendente se a aquisição da empresa por Carl Pei fosse fortemente incentivada por tecnologias desenvolvidas pela Essential nesse sentido.

publicidade

Seja como for, com a compra da Essential pela Nothing é provável que a companhia esteja mirando a médio ou longo prazo o mercado de smartphones. Se antigos projetos da própria Essential serão desenterrados no processo é difícil saber.

Via 9to5Google