Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em uma empreitada para tentar aumentar sua força no mercado das redes sociais, a Microsoft tentou comprar o Pinterest. Apesar disso, as negociações não teriam avançado muito e atualmente seguem paralisadas.

As informações foram reveladas pelo jornal The Financial Times e dão conta de que rede social de compartilhamento de fotos, muito associada a arte e decoração, é avaliada em US$ 51 Bilhões (cerca de R$ 270 BI em conversão direta) e caso o negócio tivesse sido fechado poderia ter sido a maior aquisição da história da companhia de Bill Gates.

publicidade

Mas que interesse a Microsoft teria em comprar o Pinterest? Bom, um dos motivos seria o Azure, o serviço de armazenamento em nuvem da Microsoft. Atualmente quase todas as grandes redes sociais ficam hospedadas no AWS, da Amazon, que domina com folga do mercado. Com a migração da rede do Pinterest, o Azure estaria povoado por milhões de usuários.

Interesse nas redes sociais

Lembrando que essa não é a primeira investida recente da criadora do Windows em uma rede social. Ano passado, em meio a um possível banimento do TikTok nos Estados Unidos, a companhia chegou a negociar a compra da empresa chinesa. O martelo, no entanto, não chegou a ser batido e o futuro da rede social nos EUA segue incerto.

Só para efeito de comparação, em 2016 a empresa comprou o Linkedin. Na época, esse foi o maior negócio já fechado pela gigante, que pagou US$ 26,2 bilhões pela rede social de empregos. Claro, isso sem levar em conta a correção monetária, mas ainda sim é provavelmente metade do valor que a Microsoft iria pagar caso fosse comprar o Pinterest.

Recentemente também, a Microsoft fechou a aquisição da produtora de games Bethesda, o negócio foi avaliado em US$ 7,5 bilhões e ainda está em fases finais de fechamento.

publicidade

Via The Financial Times

Imagem: Montagem VC com fotos de divulgação