AplicativosNotíciasMicrosoft pode cobrar para manter e-mails antigos no Hotmail ou Outlook

Lucas Soares4 semanas atrás6 min

Usuários de contas da Microsoft no exterior relatam estar recebendo mensagens informando que a empresa vai começar a cobrar para manter e-mails antigos do Hotmail ou do Outlook. A informação diz que um limite de memória da caixa foi atingido e que para continuar usando o serviço é necessário excluir conteúdo ou fazer a assinatura do Office 365, pacote que inclui programas como Word e Excel.

A mensagem diz que a caixa possui um limite de 15 GB de armazenamento. O problema é que, apesar de ser comum esse tipo de limite, os usuários do serviço relatam que nunca foram informados sobre isso. O que pode ser constatado por contas que possuem muito mais espaço ocupado do que os 15 GB.

O informe sobre a Microsoft começar a cobrar pelo armazenamento não chegou para todo mundo que possui uma conta Outlook. Aparentemente o alvo principal são antigos usuários do Hotmail que têm contas bem velhas, com ate mais de 20 anos. Como aqui:

“Eu tive meu Outlook por mais de 20 anos, quando ainda era Hotmail. Eu fiz login hoje na minha conta Microsoft para descobrir que eles implementaram repentinamente um limite de conta de e-mail de 15 GB e vão cobrar para manter seu conteúdo. Maneira de mostrar a seus usuários antigos o que você realmente pensa deles”, disse um usuário. O tweet recebeu uma resposta da Microsoft, confirmando basicamente a cobrança.

“Oi! Obrigado por trazer isso à nossa atenção! Entendemos que você sente que usuários do Outlook de longo prazo ainda devem ter armazenamento ilimitado no lugar dos 15 GB que temos hoje”, diz a conta oficial.

“O Outlook começou a me dizer que estou usando 27 GB ou 15 GB e não posso enviar ou receber e-mails antes de classificar. Isso é algo novo?#microsoft”, escreveu outro usuário.

Nova implementação

Em 2013 o Hotmail foi desativado por completo, mas todas as mensagens migraram para o Outlook. Tudo isso sem nenhum tipo de cobrança. Agora, se isso for confirmado, muita gente vai ter que excluir boa parte da caixa de e-mails ou assinar o pacote, que não é barato.

Para comparação, aqui no Brasil o pacote custa R$ 29 por mês ou R$ 299 por um ano. O valor inclui 50 GB de memória no Outlook e 1 TB no OneDrive, além da gama de apps da Microsoft. Apesar do preço, caso isso realmente se confirme, é provável que haja alguma versão da assinatura mais barata e apenas com o aumento do armazenamento incluso.

Se confirmado, o movimento pode ser parecido com o que o Google anunciou recentemente em relação do Google Fotos. Que vai passar a não ter mais o armazenamento ilimitado de imagens.

Em contato com  o Vida Celular, mesmo com a surpresa dos usuários, a Microsoft informou que a política não mudou. Isto é: sempre foi cobrado, mas as pessoas estão descobrindo o limite agora, E confirmou as mensagens: “Sempre enviamos um aviso para clientes pagos e gratuitos que estão se aproximando ou atingindo o limite de dados. O design do aviso mudou recentemente, mas não houve mudanças em nossos limites de dados ou políticas”.

Foto: Tomhoryn via iStock

Via TechRadar