NotíciasDeve faltar chip no mercado em 2021, aponta Qualcomm

Felipe Marsola Monteiro4 semanas atrás3 min

Não é nenhum segredo, a pandemia do novo coronavírus tem causado problemas a praticamente todos os setores. Enquanto as medidas de isolamento social afetaram o comércio varejista e o terceiro setor pela falta de consumo, também gerou problemas em outros ramos pelo excesso de demanda. O desenrolar mais recente desta crise envolve a Qualcomm, que anunciou que deve faltar chip em 2021.

A empresa americana, assim como qualquer outra fabricante de SoCs, conta com fornecedores de peças como a Taiwan Semiconductor Manufacturing Co. e a Samsung Electronics Co. Porém, as duas fabricantes estão enfrentando problemas com a demanda de semicondutores devido ao crescente consumo de eletrônicos (estimulado pela pandemia).

A escassez de semicondutores já havia atingido a indústria no final do ano passado, quando Intel, MediaTek e outras gigantes precisaram recorrer a outros fornecedores para não reduzir a produção. Mas, o anúncio da Qualcomm indica que a situação está se alastrando.

Efeitos diretos

De acordo com a Bloomberg, Cristiano Amon, atual presidente da Qualcomm, disse que “os pedidos por chips para computadores, carros e outros dispositivos conectados à internet estão inundando a indústria”. Como resultado disso, peças estão faltando. A Apple já avisou que as vendas do iPhone 12 estão limitadas devido à disponibilidade dos componentes. Algumas fabricantes de carros, como Ford, General Motors, Toyota, Volkswagen e outras, terão a produção de veículos reduzida pela falta de chips.

Devido ao problema com a escassez de semicondutores, a Qualcomm viu suas ações caírem em 6%. Cristiano Amon, que deve ser o próximo CEO da empresa em breve, acredita que a situação de faltar chip deve ser contornada em meados do segundo semestre de 2021.

Via Slash Gear

Imagem destaque: Bosca78/iStock