AppleNotíciasApple pode fazer investimento de US$ 3,6 bi na Kia para produção de carros elétricos

Lucas Soares4 semanas atrás5 min

Parece que a Apple realmente está decidida a entrar no mercado de carros elétricos. A informação mais recente divulgada pelo jornal coreano Dong-a Ilbo dá conta de que a gigante de Cupertino pretende fazer um investimento de US$ 3,6 bi (R$ 19,2 bi) em uma fábrica da Kia Motors nos Estados Unidos.

Já faz algum tempo que a Apple e a Kia estão negociando a fabricação de veículos elétricos, com o novo investimento isso pode finalmente começar a acontecer. Tudo deve ser concentrado inicialmente em uma fábrica na Geórgia (EUA), mas, até o momento parece que o contrato ainda não está assinado, a expectativa é de que isso ocorra nas próximas semanas.

Apesar de ainda não ter sido oficialmente divulgado pelas companhias, a Hyundai, dona da Kia, chegou a afirmar que negociava com a Apple, e mudou de versão logo depois, mas foi o suficiente para fazer as ações da empresa subirem 19% em poucas horas.

O analista Ming-Chi Kuo disse que o investimento da Apple na Kia é para usar o chassi da montadora para a base do carro, enquanto a tecnologia para fabricação da bateria E-GMP seria fornecida pela Apple.

Em relação ao prazo existem algumas informações conflitantes, aparentemente, de acordo com o analista, a Kia trabalha com o prazo de começar a entregar os carros em 2025, mas a Apple estaria preocupada em justificar o investimento e quer o início da fabricação em 2024, mesma data divulgada em um relatório da Reuters.

Especificações do automóvel

Ming-Chi Ku deu mais detalhes sobre os carros. Os veículos baseados em baterias E-GMP apresentam algumas características interessantes sobre seu desempenho. São eles: conseguem percorrer 500 km com a bateria cheia; carregam de 0 a 80% da energia em 18 min com carregamento rápido; têm uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos.

As novas patentes da Apple apontam que o veículo feito com investimento na fábrica da Kia pode detectar gestos feitos por guardas de trânsito para orientar as devidas manobras ou direções a serem tomadas. Ou seja, o carro poderá identificar os gestos indicando para pegar o retorno à esquerda ou parar e realizar essas tarefas. Outra parte do documento aborda o sistema de suspensão ativa, capaz de corrigir as imperfeições da pista por meio de sensores eletrônicos.

Por fim, o sistema LiDAR identificado vai ganhar uma funcionalidade de segurança, de acordo com os detalhes da patente. Ele será integrado a retrorrefletores, que são dispositivos que refletem radiações como a luz sem fragmentar. Isso garante uma percepção melhor ao LiDAR que será capaz de identificar objetos mesmo em condições difíceis e isso deve reduzir o risco de colisões. Com todo esse investimento da Apple na Kia, só nos resta aguardar a confirmação das duas empresas.

Via Bloomberg

Imagem: Montagem com PhillDanz e Tomeng via iStock