AppleNotíciasApple Car ganha novos detalhes e tem parceria revelada

Felipe Marsola Monteiro4 semanas atrás4 min

A Apple mantém silêncio a respeito do projeto Titã, sua investida em automóveis, mas as informações não param. Os vazamentos mais recentes sobre o “Apple Car”, como foi apelidado, revelam mais detalhes do veículo, como algumas de suas especificações e um pouco mais sobre a bateria “inovadora” que será produzida pela Hyundai.

Ming-Chi Kuo, guru em assuntos da Apple, apontou que ela estaria unindo forças com a fabricante de veículos Hyundai. A bateria do veículo será produzida no modelo E-GMP da montadora sul-coreana, que seria uma plataforma que integra um sistema de baterias planas. Enquanto isso, a estrutura do automóvel ficará a encargo da marca Kia (que pertence à montadora sul-coreana).

A informação sobre o modelo de bateria já indica algumas especificações do futuro veículo. Três novas patentes revelam alguns recursos que o Apple Car pode ter.

Especificações do automóvel

Os veículos baseados em baterias E-GMP apresentam algumas características interessantes sobre seu desempenho. São eles: conseguem percorrer 500 km com a bateria cheia; carregam de 0 a 80% da energia em 18 min com carregamento rápido; têm uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos.

Mas nem só de potência vive um carro no mercado automobilístico. As novas patentes da Apple apontam que o veículo pode detectar gestos feitos por guardas de trânsito para orientar as devidas manobras ou direções a serem tomadas. Ou seja, o carro poderá identificar os gestos indicando para pegar o retorno à esquerda ou parar e realizar essas tarefas. Outra parte do documento aborda o sistema de suspensão ativa, capaz de corrigir as imperfeições da pista por meio de sensores eletrônicos.

Por fim, o sistema LiDAR identificado no projeto Titã vai ganhar uma funcionalidade de segurança, de acordo com os detalhes da patente. Ele será integrado a retrorrefletores, que são dispositivos que refletem radiações como a luz sem fragmentar. Isso garante uma percepção melhor ao LiDAR que será capaz de identificar objetos mesmo em condições difíceis e isso deve reduzir o risco de colisões.

Via Phone Arena e Apple Insider