Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Twitter está expandindo seus negócios e anunciou a compra da Revue, uma plataforma que permite a criação de newsletters. A startup holandesa é usada para criar, monetizar e publicar boletins informativos enviados por email com os mais diferentes tipos de conteúdo.

A ideia do Twitter não é integrar os dois serviços em uma mesma plataforma, mas permitir que escritores e jornalistas que criam newsletters consigam se conectar com seu público de maneira mais simples pela rede social.

publicidade

“Nosso objetivo é facilitar a forma como eles se conectam com seus assinantes, e enquanto isso, ajudarmos os leitores a descobrir melhor os escritores e seu conteúdo”, disseram o líder de produto Kayvon Beykpour e o vice-presidente de produtos para editores Mike Park. “Estamos imaginando muitas maneiras de fazer isso, desde permitir que as pessoas se inscrevam em boletins informativos de seus seguidores favoritos no Twitter, até novas configurações para os escritores hospedar conversas com seus assinantes. Tudo funcionará perfeitamente dentro do Twitter”, completaram.

A compra da Revue pelo Twitter também deve permitir os criadores de newsletter a aumentarem suas formas de monetização. Atualmente, quando um boletim pago é criado, os assinantes pagam uma taxa e uma porcentagem desse valor fica com a plataforma. Essa taxa deve ser reduzida em 5%.

Novo ramo de atuação

Os chefes de produto do Twitter também esclareceram que não vão interferir no conteúdo publicado na Revue, mantendo o funcionamento do serviço de forma independente. “A equipe do Twitter vai ficar focada em melhorar as maneiras como os redatores criam seus boletins informativos, constroem seu público e são pagos por seu trabalho”.

Em novembro de 2019, o Twitter tentou comprar outro serviço de newsletters, o Substack, que funciona de maneira semelhante ao Revue. Após o fracasso na aquisição, a rede social mudou de alvo e focou a empreitada em outra empresa do ramo.

publicidade

Os valores da compra da Revue pelo Twitter não foram divulgados. Na época de sua criação, em 2015, os desenvolvedores do serviço de newsletter arrecadaram cerca de 400 mil euros com investidores. Atualmente, de acordo com o The New York Times, a equipe da plataforma é bem pequena, sendo composta por apenas 6 funcionários.

Imagem: Montagem sobre imagem de Geralt (Pixabay) e imagem de divulgação da Revue