Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Pesquisadores de cybersegurança da empresa israelense Check Point encontraram uma vulnerabilidade no TikTok. E pode ter sido grave: por conta dela, é possível que hackers tenham construído um banco de dados com endereço de e-mail e número do celular dos usuários da rede social.

O ponto de vulnerabilidade, segundo a empresa de segurança, estava no recurso “encontrar amigos”. O TikTok confirmou a falha, agradeceu a Check Point e diz já ter corrigido o bug.

publicidade
Caso antigo

Não é de hoje que a Check Point tem investigado a rede social. Ano passado, a empresa achou falhas que poderiam permitir que hackers carregassem seus vídeos em uma conta “sequestrada”, além de alterar informações de acesso e conteúdo existente.

O porta-voz da Check Point, Ekram Ahmed, destacou que a vulnerabilidade do TikTok é alta e a sua empresa conseguiu contornar vários mecanismos de proteção da rede social chinesa, que violam a privacidade do usuário – algo que pode ser feito também por hackers.

O ex-presidente Donald Trump cogitou banir a rede social dos Estados Unidos por conta da fragilidade de sua proteção aos dados dos usuários e a suspeita de que o aplicativo seria usado para vigiar cidadãos norte-americanos.

Mudanças constantes

O TikTok sabe que tem pontos de vulnerabilidade e tem tentado criar formas de se recuperar da crise de imagem que essas falhas têm gerado. No início do mês, a rede social anunciou algumas mudanças em sua política de privacidade a fim de limitar os recursos disponíveis para os usuários entre 13 e 15 anos. Essa seria uma medida protetiva a um de seus maiores públicos: os adolescentes.

publicidade

No fim do ano passado, a empresa também divulgou o lançamento de mecanismos de controle dos pais e a revisão de sua política de privacidade. Pelo visto, não tem sido suficiente e novas medidas terão de ser adotadas em breve!

Via Business Insider e TikTok

Foto Andrea Piacquadio / Pexels / CC