NotíciasProcessadores Kirin 9000 estão reservados para Huawei P50 e Mate 50

Ronnie Mancuzo1 mês atrás5 min

A Huawei tem encontrado alguns obstáculos consideráveis para suas atividades ultimamente. A guerra comercial com os EUA, que se intensificou nos últimos anos, é o principal, senão o único, fator para as dificuldades encontradas pela empresa. Para garantir o lançamento das suas linhas de smartphones P50, P50 Pro e Mate 50, a Huawei já separou uma boa quantidade do processador Kirin 9000 e Kirin 9000E.

Informações trazidas pelo site It Home dão conta de que a fabricante chinesa reservou oito milhões de unidades do seu SoC de 5nm para usar em seus novos dispositivos. Boa parte dessa reserva está destinada, segundo as informações, para aparelhos das linhas P50 e Mate 50. Com as restrições impostas à Huawei proibindo o uso de tecnologia ou componentes americanos, processadores produzidos pela fabricante TSMC ficaram praticamente inviáveis para a empresa chinesa. Assim, faz todo o sentido que a Huawei tenha realmente feito uma boa reserva de seus Kirin 9000, fabricados pela empresa de Taiwan.

Inclusive, vale citar que essa especulação não é tão recente. Há dois meses, publicamos sobre um possível estoque do SoC para o Huawei P50 e as informações atuais reforçam esse movimento.

Kirin 9000 e Kirin 9000E para o P50

As especificações que trouxemos esta semana anunciaram que o Huawei P50 e o Huawei P50 Pro+ virão com o Kirin 9000 e com o Kirin 9000E, mais poderoso, respectivamente. O potencial de atualização da tela do primeiro, de 90Hz, e do segundo, de 120Hz, são boa parte da justificativa na diferença da escolha dos chips.

Os smartphones devem ter suporte a carregamento de 66W (ou 50W sem fio), mas o modelo flagship pode contar com uma tecnologia com velocidade de 135W. Os novos smartphones devem rodar Android com a interface EMUI 11 da Huawei, e não o novo HarmonyOS.

A informação também cita que um lançamento Huawei Mate 50 teria sua parcela na reserva de SoCs Kirin 9000. Um smartphone dobrável Huawei Mate X2 é outro candidato a receber uma fatia desse estoque. Em conclusão, é muito bom saber que a Huawei tem milhões de chipsets Kirin 9000 reservados para serem inseridos em versões diferentes de celulares P50, P50 Pro (e quem sabe P50 Pro+), Mate 50 e Mate X2.

Via Gizmochina