Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Nesta semana o Google está lançando nesta semana a atualização do Chrome com recurso que ajuda a identificar e substituir senhas fracas. A nova iteração do navegador, que já está na versão 88, reconhecerá palavras-passe inseguras. repetidas ou que já foram hackeadas, e ajudará o usuário a substituí-las.

Após atualizar, é só clicar na sua imagem de usuário, no canto superior direito, escolher o ícone de chave e  escolher a opção “checar senhas”. O navegador listará todos os sites cadastrados com palavras-chave comprometidas ou fracas.

publicidade

Considerando que o navegador ganhou recentemente maior integração com o Android, as senhas atualizadas pelo assistente do Chrome já estarão disponíveis nos smartphones, e vice-versa. Assim que você encontrar uma senha que precisa de alteração, o Chrome colocará ao lado o link para a página de mudança de palavra-passe do site em questão. Embora o processo possa parecer chato (especialmente se suas senhas repetidas em sites diferentes chegam a dois dígitos), o melhor é que isso seja feito o quanto antes.

Olá modo escuro, adeus, Adobe Flash

Além do novo suporte para senhas, o Chrome também receberá melhorias para seu modo escuro, incluindo seus menus e barras de rolagem. O recurso está disponível tanto para o browser do Windows quanto no sistema operacional Chrome OS.

Entretanto, nem tudo se trata de adições. Nesta nova versão, o navegador do Google também está retirando o suporte ao antigo serviço de transferências FTP, usado para enviar arquivos grandes diretamente de computador para computador. Por fim, outra mudança do Chrome 88 é que o navegador não terá mais suporte a aplicativos em Flash. A Adobe já havia anunciado seu último adeus ao software web na atualização final, em dezembro do ano passado.

Via The Verge e BGR

publicidade