Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Os aplicativos de paquera são de grande ajuda para encontrar a “cara metade” que mais combine com a gente. Afinal, é possível filtrar gênero, distância, idade e até filiação política! Ou era, pelo menos no app Bumble, que decidiu remover temporariamente o filtro de filiação política, nos Estados Unidos, para evitar “mau uso” da funcionalidade.

A decisão da empresa aconteceu após algumas usuárias postarem no Twitter que usaram o filtro para encontrar parceiros conservadores na invasão ao Capitólio e se juntarem ao ato de vandalismo no Congresso norte-americano. Segundo relatos, esses nomes foram enviados ao FBI, que investiga o ato de violência promovido no Congresso dos EUA.

publicidade

Ajuda às autoridades

Ontem, 14 de janeiro, os usuários do Bumble perceberam que o filtro de identificação política deixou de ser disponibilizado. Além de confirmar que tirou do ar a opção temporariamente, a empresa informou que removeu usuários que tiveram a participação confirmada no ataque ao Capitólio.

publicidade

A Bumble afirma ainda que tem atuado de forma mais severa para combater o discurso de ódio e que, diante de qualquer suspeita de conteúdo com potencial de incitação a crimes ou violências serão reportados às autoridades. Desde o ataque ao Capitólio, na semana passada, o FBI tem pedido ajuda aos cidadãos para identificar dicas e posts nas redes sociais que incitem a violência e, em uma semana, mais de 100 pessoas foram reconhecidas e presas.

Via Business Insider

Foto Tim Samuel / Pexels / CC