Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple registrou dois pedidos de patente em que descreve o uso de um hardware de realidade aumentada (RA) para aplicativos de vendas e suporte técnico. A partir do novo recurso, os “personal shoppers” apresentariam os produtos de forma interativa na casa do cliente.

Em alguns casos, a Apple já dispõe de serviços de realidade aumentada. Por exemplo, quando um comprador do Mac Pro pede para visualizar as dimensões da máquina em sua mesa particular.

publicidade
As patentes

Como supracitado, os dois pedidos se referem ao uso de realidade aumentada no app de vendas da Apple. Em ambas, há a descrição de um vendedor mostrando ao vivo o produto.

Segundo a empresa, a justificativa para as patentes seria a falta de “feedback instantâneo, respostas a perguntas, sugestões e conexão humana” em uma experiência de compra online. “O usuário não consegue interagir totalmente com a representação online do produto e não consegue experimentar uma demonstração completa deste último em ambiente remoto”, diz um dos pedidos.

A patente “Guided Retail Experience” (em português, “experiência guiada de varejo”) propõe apresentar produtos ao usuário por meio de uma loja virtual em realidade aumentada.

Já a outra, “Guided Consumer Experience” (em português, “Experiência Guiada do Consumidor”), sugere uma experiência de visualização personalizada ao cliente. Algumas das funcionalidades neste app são semelhantes às do Apple Glass – um dos exemplos é a alternativa de comparação de preços.

publicidade
Detalhe de pedido de patente da Apple

Patente mostra um personal shopper da Apple fazendo uma demonstração na casa do cliente (Reprodução/Escritório de Patentes e Marcas dos EUA)

Loja virtual

Um dos planos da Apple é criar um “ambiente de realidade aumentada gerado por computador”. Para a empresa americana, as compras online exigem demais dos usuários, que precisam “navegar por menus ou fazer buscas para localizar um produto”.

No lugar disso, a Apple propõe um app de vendas em realidade aumentada para os usuários – em casa ou no trabalho – terem os mesmos benefícios de uma experiência presencial. Neste espaço, os produtos seriam representados por objetos virtuais. O cliente também poderia escolher, de acordo com a patente, diferentes ângulos para ver um produto.

Consumo personalizado

A outra patente, “Guider Consumer Experience”, fala sobre o mesmo assunto, mas dá mais detalhes sobre a apresentação do vendedor em vídeo. Os desenhos na patente mostram um aplicativo familiar para iOS com o acréscimo de uma opção denominada “Compre com um Especialista”.

De acordo com a patente, o vendedor viabilizaria a exibição do produto no dispositivo do usuário por meio de “uma sessão de comunicação eletrônica”. A partir daí, o usuário poderia “manipular o produto para ver várias partes e recursos”.

Detalhe de pedido de patente da Apple

Detalhe da patente mostra um aplicativo da App Store com um vendedor remoto no vídeo (Reprodução/Escritório de Marcas e Patentes dos EUA)

Em ambos os pedidos de patente, a Apple propõe uma gama de interações. O vendedor pode ficar em uma janela semelhante a uma caixa de bate-papo, apenas com vídeo. Ou ainda sua figura ser exibida como realidade aumentada na sala do usuário.

A Apple também pode incluir a realidade aumentada como opcional na App Store, para usuários que desejam por praticidade nas vendas. Para os menos familiarizados com tecnologia, a RA pode ser uma forma de testar o potencial do iPhone.

Realidade aumentada em foco

Nas últimas semanas, surgiram várias informações de patentes da Apple envolvendo realidade aumentada. Uma delas descreve um headset de RA com lentes líquidas para míopes. O dispositivo funcionaria com um sistema hidráulico que seria capaz de ajustar as lentes do visor ao grau de miopia do usuário.

Além disso, o Apple Glass, que pode chegar ainda este ano ao mercado, também conta com realidade aumentada.

Via Apple Insider