Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Recentemente a Honor foi vendida por sua fundadora, a Huawei. Agora, a empresa se prepara para lançar seu primeiro smartphone de forma independente de sua companhia mãe, o Honor V40.

O dispositivo teve seu visual revelado através de renderizações vazadas. Mesmo sendo um aparelho um tanto misterioso em suas especificações, dá para ter uma ideia da identidade que a Honor vai trazer para o V40.

publicidade
Honor v40

Foto: Reprodução/Weibo

Na parte traseira, o aparelho deve vir com um módulo quadruplo de câmeras, além de uma luz de flash. Os sensores ficam distribuídos em um circulo que ocupa boa parte da tampa de trás do celular.

Agora na frente, o Honor V40 deve ser equipado com uma tela com curva para os lados e um recorte frontal em forma de pílula para as câmeras de selfie. Mesmo sem a Huawei, a Honor ainda deve utilizar sensores da Leica.

0 Honor V40 ainda deve contar com um processador MediaTek Dimensity 1000 Plus, carregamento ultrarrápido de 66W e tela FHD+ de 6,7 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz.

Honor v40

Foto: Reprodução/Weibo

Venda da Honor

O site da Huawei emitiu uma declaração onde confirma a venda da sua marca Honor para a Shenzhen Zhixin New Information Technology Co., Ltd. O comprador é um consórcio formado por mais de 30 empresas, liderado pela Shenzhen Smart City Technology Development Group, e foi criado recentemente, em setembro de 2020.

publicidade

A Huawei tem sofrido restrições de mercado após iniciativas protecionistas do governo dos EUA e está sendo acusada de espionagem pelo presidente Donald Trump. Dentre as regras de restrições, há incapacidade de adquirir chips com tecnologia americana para uso em equipamentos de rede 5 G e smartphones.

A empresa e sua linha Honor também sofreram restrições do Google, que revogou licenças de uso de seus pacotes de aplicativos, prejudicando bastante os negócios da empresa chinesa nos mercados ocidentais.

Os valores da agora confirmada venda da Honor pela Huawei podem ultrapassar os US$ 15 bi. Na negociação, estão incluídos recursos de marca, pesquisa, desenvolvimento, gerenciamento da cadeia de suprimentos e capital. Entre as prioridades de negócio, está a continuidade do vínculo da equipe administrativa e dos mais de 7.000 funcionários com a Honor.

Via GSM Arena