Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Após o Facebook soltar anúncios impressos criticando a nova política de privacidade do iOS 14, a Apple prontamente deu sua resposta. “Os usuários devem saber quando seus dados estão sendo coletados e compartilhados em outros aplicativos e sites – e devem ter a opção de permitir isso ou não”, respondeu um porta-voz da Apple sobre as críticas do Facebook para o Business Insider.

App Tracking Transparency no iOS 14 não exige que o Facebook mude sua abordagem para rastrear usuários e criar publicidade direcionada, simplesmente exige que eles dêem uma escolha aos usuários”, acrescentou o porta-voz.

publicidade
Disputa comercial

Nesta quinta-feira (17), o Facebook publicou mais um anúncio dizendo que a nova mudança da política de privacidade da Apple iria acabar com a “internet como a conhecemos” e forçar sites e blogs “a começar a cobrar taxas de assinatura”.

“A Apple controla um ecossistema inteiro, desde o dispositivo até a loja de aplicativos, e usa esse poder para prejudicar desenvolvedores e consumidores, bem como grandes plataformas como o Facebook.”, completou ainda a rede social.

Na última semana, a Apple respondeu o Facebook afirmando que “Quando o rastreamento invasivo é o seu modelo de negócios, você tende a não aceitar a transparência e a escolha do cliente”.

O Facebook tenta pressionar a Apple a voltar atrás em sua mudança. A rede social afirma que as novas regras vão destruir pequenas empresas. “Sem os anúncios personalizados, os dados do Facebook mostram que o anunciante médio de pequenas empresas pode ver um corte de mais de 60% em suas vendas para cada dólar gasto”.

publicidade

A disputa entre as duas companhias passa também pelas leis de regulamentação da União Europeia. Antes de publicar o primeiro anúncio, o Facebook disse que esperava que o projeto de lei Digital Markets Act (DMA) colocasse “limites” na Apple.

Via Business Insider

Foto: Pexels/Zhang