AndroidAppleNotíciasGoogle e Apple vão banir app que vendeu localização de usuários

Fábio Devito3 meses atrás7 min

O Google e a Apple decidiram que irão banir todos os aplicativos que utilizem o software X-Mode de suas lojas. O programa é utilizado por desenvolvedores para direcionar anúncios para dentro de aplicativos e seria o responsável pela venda de dados relacionados à localização dos usuários para empresas ligadas ao departamento de segurança nacional dos Estados Unidos.

O X-Mode é um software comercializado para gerar receita aos aplicativos por meio de uma integração entre uma plataforma de anúncios com os desenvolvedores. Deste modo, ao invés dos programadores se preocuparem na criação dos anúncios manuais, ao utilizar o X-Mode, basta inserir um código conhecido como SDK na raiz do app para que ele reúna as informações necessárias direcionando a propaganda mais adequada para o usuário.

Espionagem ou comercial?

No entanto, para que isto aconteça é necessário acessar a localização do usuário, armazenando-a no banco de dados do software. De acordo com a fabricante do X-Mode, a maioria dos seus clientes são empresas relacionadas ao comércio ou entidades não governamentais. Apesar disto, um relatório divulgado pela Vice no último mês revelou que os dados de vários dos aplicativos que utilizam o serviço da empresa haviam sido vendidos para o governo. A X-Mode teria dado até um nome exclusivo para estas vendas, chamando de “Locate-X” (algo como Busca X).

A decisão do Google e da Apple em banir estes aplicativos estaria em conformidade com as novas normas da Lei de Proteção de Dados (LGPD) dos Estados Unidos, que torna as torna corresponsáveis por aquilo que é feito com a localização e outras informações sensíveis do usuário.

A X-Mode, por outro lado, acredita que a medida do Google e da Apple em banir o seu serviço é radical demais. Suas práticas não são muito diferentes do que as próprias empresas fazem com a localização dos usuários em publicidade. Apesar disto, a empresa admitiu que vai “reavaliar o seu trabalho governamental”.

Senado Americano investiga o aplicativo

A medida tomada pelo Google e Apple é apenas a ponta dos problemas da X-Mode.  De acordo com o Wall Street Journal, as plataformas decidiram banir o software após a divulgação de uma investigação do Senado Americano sobre a venda ilegal de dados de usuários de aplicativos.

Segundo a Apple, aproximadamente 100 apps de 30 desenvolvedores diferentes continham o X-Mode na App Store, eles terão um prazo de duas semanas para adequarem seus produtos retirando o SDK dos aplicativos. A empresa planeja uma nova atualização do iOS que incluirá recursos para bloquear de maneira nativa o software em iPhones.

Já o Google não informou se pretende adotar uma medida parecida com as próximas atualizações de segurança do Android e apenas decretou um prazo de sete dias para que os próprios desenvolvedores que utilizam o serviço retirem seus aplicativos da Play Store.

O Google e a Apple também alegaram que vão passar a observar movimentações parecidas em outras empresas e para banir qualquer aplicativo que mantenha atividades semelhantes e colete dados sensíveis como a localização, hábitos, senhas e dados pessoais dos usuários.

Recentemente, as empresas firmaram compromisso com o público de aprimorar suas políticas de uso e garantir um ambiente mais seguro para a comunidade. Além de banir permanentemente anúncios políticos das suas plataformas, Google e Apple trabalham em medidas de combate à desinformação.

Via Wall Street Journal